Destaques da Cultura de Rondônia em 2022 são reconhecidos durante 1ª edição do Troféu Jacamim de Costas Verdes

Postagens Recentes

3/recent/post-list

Mundo

3/Mundo/post-list

Geral

3/GERAL/post-list

Ad Code



Destaques da Cultura de Rondônia em 2022 são reconhecidos durante 1ª edição do Troféu Jacamim de Costas Verdes


Banda Furiosa da Polícia Militar de Rondônia foi uma das atrações do Troféu Jacamim de Costas Verdes

Porto Velho, RO - Artistas de diversos segmentos culturais de Rondônia foram homenageados com o Troféu Jacamim de Costas Verdes, promovido pelo Governo de Rondônia, no âmbito da Superintendência Estadual da Juventude, Cultura, Esporte e Lazer – Sejucel. A noite de premiação ocorreu na terça-feira (13), no Palácio das Artes, compondo a programação do I Circuito Rondon Cultural.

Também houve a entrega do título de “Guardião da Memória Rondoniense” ao pesquisador e guia turístico, com atuação especial na região do Forte Príncipe da Beira, Elias Cayaduro Pessoa; e títulos de Reconhecimento de Patrimônio Histórico e Cultural para detentores de manifestações culturais rondonienses. O evento foi marcado, ainda, por apresentações artísticas diversificadas, desde amostras de quadrilhas até a música clássica.

O governador de Rondônia, Marcos Rocha demonstra com a realização do evento, compromisso com a cultura do Estado. ‘‘O Governo de Rondônia respeita e valoriza a cultura rondoniense, e ficamos felizes em promover a premiação de diversos artistas que têm se dedicado à promoção cultural, em que cada um, de uma forma singular contribui muito ao nosso Estado, e juntos fazem da cultura de Rondônia uma riqueza imensurável, que muito nos orgulha”, disse.

A superintendente da Sejucel, Camila Lima Ribeiro destacou a importância do I Circuito Rondon Cultural para o avanço na valorização da cultura rondoniense. “É um prazer fazer parte da construção desse projeto, que a princípio tinha por foco a cultura folclórica, mas durante sua construção e com a participação de parceiros transformou-se nesse evento macro, que contempla a maior parte dos segmentos culturais. Estou imensamente orgulhosa do nível e qualidade das apresentações das quais pudemos prestigiar”.

PREMIAÇÃO

Consagraram-se como melhores artistas de 2022 no I Troféu Jacamim da Costa Verde: Rita Queiroz (artes visuais); Mestra Lilde (artesanato); Andreia Machado (audiovisual); Márcia Prestes (circo); Rosângela Gomes da Cruz de Oliveira (dança); Mãe Wilma de Oya (cultura afro-brasileira); Georgina Ramos da Costa (cultura popular); Bitaté Uru–Eu–Wau-Wau (culturas indígenas); João Batista [in memorian] (literatura); João Francisco Pereira (moda); Marfisa de França (música); Patrícia Yamazaki (música erudita); Arquiteto Luiz Leite (patrimônio histórico cultural) e Firminetto Mendes (teatro).

O cineasta Jair Rangel Pistolino foi homenageado como baluarte da cultura em Rondônia

“Foi um resgate muito difícil, mas o trabalho em prol da proteção dos patrimônios históricos, muito nos orgulha. Precisamos continuar lutando por eles, vamos salvar nossa Estrada de Ferro Madeira-Mamoré”, disse o arquiteto Luiz Leite. “Agradeço a Deus, à minha família, minha professora, e ao Governo de Rondônia pelo incentivo à cultura”, exaltou a pianista Patrícia Yamazaki (música erudita).

Receberam o título de agremiações detentoras de manifestações culturais rondonienses: Arraial Flor do Maracujá; Banda do Vai Quem Quer; Banda Furiosa da Polícia Militar; Roda de Capoeira Rondoniense; Espetáculo “O Homem de Nazaré”; Festa do Divino Espírito Santo do Guaporé; Marcha Para Jesus e Festa de Nazaré.

O comandante-geral da Polícia Militar de Rondônia, PM James Alves Padilha, ressaltou a homenagem à Banda Furiosa da Polícia Militar. “A banda funciona como a alma de uma corporação militar, pois proporciona muita alegria, sendo que a presença dela é essencial nas formaturas militares. Mas a banda não é só da Polícia Militar, ela é um patrimônio do nosso povo, e esse ato de reconhecimento do Governo de Rondônia, por meio da Sejucel, mostra que o nosso trabalho está sendo notado e valorizado”, ressaltou o comandante.

Banda da Polícia Militar recebe título de patrimônio histórico-cultural imaterial do Estado

Sicília Maria Andrade, advogada e ativista cultural, e presidente da Banda do Vai Quem Quer, também enalteceu o evento. “Embalando os carnavais de Porto Velho há mais de quarenta anos; a Banda do Vai Quem Quer teve sua origem numa mesa de bar, tendo o meu pai, o empresário Manoel da Costa Mendonça, “Manelão” como presidente, e se transformou no maior bloco carnavalesco do Norte. Ficamos felizes com esse reconhecimento do Governo de Rondônia. A banda é um bloco que leva gerações para as avenidas. O legado deixado pelo meu pai Manelão, está mais vivo do que nunca!”, referenciou.

Foram feitas, ainda, homenagens aos seguintes baluartes da cultura que deram seus nomes aos Editais da Lei Aldir Blanc: Mary Cyanne [in memorian], Alejandro Bedotty [in memorian]; Aluízio Guedes [in memorian], Marechal Rondon [in memorian], Ambrósio Paes [in memorian], maestro José Alkbal, cineasta Jair Rangel Pistolino; Urucuamã – Wellington R. Cinta Larga.

“É um prazer imenso ser homenageado pelo Governo de Rondônia. Desde 1998 estamos nessa batalha em produzir curtas-metragens, e estamos felizes com esse reconhecimento. Desde adolescente eu queria fazer filmes e quando cheguei do Sul em Rondônia, vendi a minha moto e comprei uma câmera. E como um tipo de professor Pardal criei os demais equipamentos, e foi assim que começou a nossa história com a cultura de Rondônia”, disse o cineasta Jair Rangel Pistolino.

A cultura de Rondônia se mostra viva, forte e em plena nova fase de políticas públicas, construídas de forma coletiva, que valorize de verdade os artistas e as manifestações culturais.


Fonte: Secom - Governo de Rondônia
Texto: Vanessa Moura
Fotos: Ésio Mendes

Postar um comentário

0 Comentários