Quenianos Benson Kipruto e Ruth Chepngetich vencem Maratona de Chicago


Foi o segundo título seguido da corredora, campeã mundial em 2019

Porto Velho, RO - A queniana Ruth Chepngetich defendeu seu título na Maratona de Chicago em uma exibição dominante neste domingo (9), cruzando a linha de chegada em duas horas 14 minutos e 18 segundos, enquanto seu compatriota Benson Kipruto venceu a corrida masculina em 2h04min24seg.

Chepngetich construiu uma vantagem inicial e estabeleceu uma dianteira surpreendente de três minutos e 42 segundos sobre o grupo perseguidor na metade do caminho.


Correndo para a linha de chegada sem mais ninguém à vista, a campeã mundial de 2019 estava em uma corrida contra o relógio enquanto tentava quebrar o recorde mundial, mas ficou 14 segundos abaixo da marca da compatriota Brigid Kosgei, estabelecida no mesmo percurso plano três anos atrás.

"Eu queria quebrar o recorde mundial... mas estou feliz", disse Chepngetich. "No próximo ano estou pronta para voltar."

A norte-americana Emily Sisson terminou em segundo com 2h18min29seg e a queniana Vivian Jerono Kiplagat em terceiro.

No lado masculino, Kipruto se juntou a um grande grupo de líderes desde o início e conquistou a liderança com uma margem de 11 segundos sobre o campeão do ano passado Seifu Tura Abdiwak da Etiópia.

O vencedor da Maratona de Boston de 2021 mal parecia cansado ao quebrar a fita em condições de sol, sete anos depois que seu irmão mais velho Dickson Chumba venceu a corrida, com Tura Abdiwak terminando em segundo com 2h04min49seg e o queniano John Korir em terceiro.

"Estou tão feliz", disse Kipruto. "Estou aqui para retomar de onde [Chumba] partiu."


O campeão paralímpico Marcel Hug, da Suíça, venceu a corrida de cadeira de rodas masculina em 1h25:20, aproveitando um 2022 estelar que também lhe rendeu vitórias em Tóquio, Berlim e Londres.

A norte-americana Susannah Scaroni surpreendeu a campeã do ano passado Tatyana McFadden no lado feminino em 1:45:48 para seu primeiro grande título de maratona.

Fonte: Agência Brasil


Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu