Putin afirma considerar medidas de segurança caso Finlândia ou Suécia entrem na Otan


Ainda nesta quinta, o Kremlin subiu o tom nas ameaças a Finlândia e Suécia, países geograficamente próximos da Rússia que discutem, de forma acelerada pela guerra, a possibilidade de aderir à Otan.

Porto Velho, RO - O presidente da Rússia, Vladimir Putin, disse considerar uma série de medidas para ampliar a segurança de seu país caso Finlândia ou Suécia entrem na Otan, a aliança militar do Ocidente, disse o Kremlin nesta quinta-feira (14). A avaliação, afirmou, será feita tão logo o Ministério da Defesa apresentar a ele propostas sobre o assunto

Em entrevista coletiva, o porta-voz do governo russo, Dmitri Peskov, disse que a pasta ainda precisa de tempo para organizar as sugestões. A declaração vem após o ex-presidente russo Dimitri Medvedev, um dos aliados mais próximos a Putin, alertar a Otan sobre as consequências da entrada dos países europeus no clube militar liderado pelos EUA.

Fonte: Folha de São Paulo

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu