DJ Willames é preso após ser parado durante fiscalização da PRF em Porto Velho


A esposa dele postou em uma rede social que Willames foi vítima de um parente “que usou o documento dele de forma ilícita”. Um mandado de prisão preventiva foi cumprido.

Porto Velho, RO - O DJ Willames foi preso após ser parado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) na BR-364, no Km 713, no Trevo Roque em Porto Velho. Durante fiscalização, por protocolo, a PRF fez a pesquisa pelo nome do Willames José da Silva e o sistema apontou que havia um mandado de prisão em aberto.

O mandado, expedido pela 1ª Vara Especializada em Crimes de Uso e Tráfico de Entorpecentes (1ª VECUTE), foi cumprido na última terça-feira (5). O DJ segue detido.

Em uma postagem nas redes sociais é descrito que um parente de Willames, que mora na cidade de Manaus (AM), usou os documentos dele para cometer crimes.

“Ao que tudo indica cometeu crimes graves, que só chegaram ao meu conhecimento quando fui procurado por agentes policiais para me darem ciência e cumprimento de um mandado de prisão”, descreveu (leia a íntegra do comunicado ao final da reportagem).

A esposa do DJ, Vandriele Silva, também por meio de uma publicação na rede social dele, pontuou que os advogados da família trabalham no caso.

“Os advogados estão agindo, mas infelizmente a Justiça é um pouco morosa, no entanto, tenho fé em Deus e no Judiciário que tudo se resolverá em tempo hábil e a verdade virá à tona. Lamento profundamente pelos erros do meu parente (sangue do meu sangue) e já rogo a Deus que o perdoe por me colocar numa situação tão difícil”.

Em contato com a assessoria de comunicação da Polícia Civil de Rondônia, foi confirmado o cumprimento do mandado de prisão preventiva.

Leia a íntegra do comunicado após a prisão do DJ:

Eu, DJ Willames, residente e domiciliado nesta cidade de Porto Velho, na qual tenho exercido minha valorosa profissão de Disc Joquey (DJ) há mais de 25 anos, venho informar a todos que, infelizmente, tive meus documentos usados de forma fraudulenta por um parente meu, que se passou por mim, na cidade de Manaus – AM, e ao que tudo indica cometeu crimes graves, que só chegaram ao meu conhecimento quando fui procurado por agentes policiais para me darem ciência e cumprimento de um mandado de prisão.

Para minha total surpresa, e sem condições de fazer uma defesa prévia, pois ao que tudo indica o processo penal correu à minha revelia, e a ordem era pra ser cumprida de imediato, até que meus advogados consigam reverter esse terrível engano e provar que nunca sequer atuei ou morei na capital manauara.

Peço a todos que me conhecem e sabem muito bem do meu bom caráter e da minha reputação ilibada que me ajudem no sentido de não propagarem informações inverídicas e orem para que esse mal entendido seja desfeito o quanto antes.

Meus advogados estão agindo, mas infelizmente a Justiça é um pouco morosa, no entanto, tenho fé em Deus e no Judiciário que tudo se resolverá em tempo hábil e a verdade virá a tona. Lamento profundamente pelos erros do meu parente (sangue do meu sangue) e já rogo a Deus que o perdoe por me colocar numa situação tão difícil.

Obrigado pela atenção de todos.
Deus no comando.

Fonte: JH Notícias

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu