Central de Abastecimento de Rondônia vai fortalecer o agronegócio do Estado

 



O local é estratégico para atender ao fluxo de mercadorias

Rondônia recebeu nesta quinta-feira (31) a primeira Central de Abastecimento (Cearo) do Estado. A partir de agora os produtores de Rondônia terão um amplo espaço para expor alimentos hortifrutigranjeiros, realizar grandes negócios e abastecer a área urbana da Capital e outros municípios com a produção agrícola do Estado. A inauguração aconteceu no endereço da Cearo, localizada na quadra 2 – lote 3 no Distrito Industrial de Porto Velho. O local é estratégico para atender ao fluxo de mercadorias e garantir o mercado interno e externo para os pequenos e médios produtores rurais da região.

No evento produtores da agricultura familiar, equipe da Secretaria de Estado da Agricultura (Seagri) e Entidade Autárquica de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Rondônia (Emater) e imprensa destacaram o novo espaço que será a vitrine para a produção de alimentos produzidos em Rondônia.

No espaço onde funcionará a Cearo já encontra-se construído um galpão de 2.500 mil metros quadrados para recepcionar a produção do campo. O local conta ainda com guarita, sala de motoristas, almoxarifado, sala do administrativo, refeitório, ambulatório e três áreas com banheiros.


Pequenos e médios produtores rurais da região destacam a Cearo

O vice-governador de Rondônia, José Jodan, agradeceu a presença de todos os produtores e falou da responsabilidade em atender os agricultores da região. “Aqui será comercializado produtos do nosso Estado. A responsabilidade da Emater, Seagri, ou seja do Governo do Estado é ajudar esses produtores. Quero agradecer toda a equipe do Governo de Rondônia pelo incentivo de divulgar a produção de alimentos do Estado”, disse.

O secretário de Estado da Agricultura (Seagri), Evandro Padovani, enfatizou o ganho com a Central de Abastecimento de Rondônia (Cearo) para a região. “Com a inauguração da Cearo Rondônia segue a corrente de desenvolvimento agrícola. Serão aquisição, transporte, distribuição e armazenamento de alimentos, em uma Central de Abastecimento que está construída nas proximidades da cidade de Porto Velho. A estimativa é que a comercialização no espaço é que em produtos da agricultura familiar seja de R$ 40 mil”, destacou.

A presidente da Associação do Setor Chacareiro dos Agricultores Rurais, Gabriela Ortiz, falou da alegria em ter um novo espaço para apresentar seus produtos. “Esse lugar vai ajudar muito os produtores do setor chacareiro para que possam vender seus produtos. Vai abrir as portas para os agricultores e o local é uma amostra e oportunidade de comercialização do que está sendo produzindo aqui”, contou.

De acordo com a presidente no Setor Chacareiro de Porto Velho, 2 mil famílias vivem da agricultura familiar, as hortaliças são consideradas o carro chefe da produção e comercialização.

O gerente da Cearo, Alex Rilie, explica a vinda de uma Central de Abastecimento para Rondônia vai ajudar na produção do pequeno produtor. “Parte do que é produzido pela agricultura familiar vai para as feiras livre. O problema é que o pequeno e o médio produtor têm dificuldade de comercializar grandes quantidades de produtos nas feiras. A ideia da Cearo é fazer com que o pequeno produtor se potencialize a sua produção. A partir do momento que o agricultor acompanha a demanda por parte do setor atacadista dos mercados locais das empresas que comercializam alimentos ele vai te um incentivo e produzir mais”, destacou.

A Cearo vai contar com um banco de alimentos, onde a produção que não atende os critérios para comercialização, mas que atendem os critérios sanitários para consumo serão destinados a instituições que atendem pessoas em vulnerabilidade social.


Fonte
Texto: Larina Rosa
Fotos: Daiane Mendonça
Secom - Governo de Rondônia

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu