Aluna do IFRO Campus Calama vai aos EUA pelo Programa Jovens Embaixadores

Programa Jovens Embaixadores 2022 e vai representar o Brasil e o IFRO em julho nos Estados Unidos

Porto Velho, RO - 
A estudante Dyuly Kelry Costa Guimarães do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia (IFRO) foi aceita no Programa Jovens Embaixadores 2022 e vai representar o Brasil e o IFRO em julho nos Estados Unidos.

Estudante do Curso Técnico em Informática Integrado ao Ensino Médio no Campus Porto Velho Calama, Dyuly tem como proposta aprovada o Hub Virtual de Inovação, que visa desenvolver um Núcleo Virtual de Inovação para realizar a transferência de conhecimento para o aprimoramento das capacidades tecnológicas e de aprendizagem e para a produção dos principais atores do Sistema Estadual de Inovação do Estado de Rondônia.

Dyuly conta que o projeto irá ajudar a comunidade externa, “aprimorando o seu conhecimento por meio de projetos, gestão de negócios, gestão de propriedade intelectual e demais processos de inovação, através do desenvolvimento de um ambiente virtual que contará com materiais didáticos, ilustrados e interativos”.

Organizado pelo Departamento de Estado dos EUA e, no Brasil, coordenado pela Embaixada e Consulados dos Estados Unidos da América, o Programa Jovens Embaixadores é um intercâmbio de três semanas, para estudantes do ensino médio da rede pública com excelente desempenho escolar, fluência em inglês e engajamento em iniciativas de impacto social. A seleção ocorre anualmente. O resultado dos selecionados em 2022 foi divulgado neste Link.

As expectativas estão bem altas para o intercâmbio, diz Dyuly: “estou ansiosa para visitar os pontos históricos e culturais, ir aos museus, conhecer as universidades de lá, ver a celebração da independência dos Estados Unidos em 4 de julho. Estou muito feliz e acredito que vou adquirir muito conhecimento através do intercâmbio”.

Sobre a seleção, foram sete etapas, desde a divulgação do edital até o anúncio do resultado final, com mais de seis mil candidatos inscritos em todo o Brasil, o que ela explica ter sido um processo de seleção “bem acirrado”. Agora ela, com o apoio do IFRO e da família, está nos preparativos da viagem, como tirar o passaporte, analisar o cronograma, além de verificar roupas e outras partes da bagagem para o clima e as atividades que terá na região que for ficar.

O Professor Kaio Alexandre, Líder do Grupo de Pesquisa em Soluções Tecnológicas (Gotec) e também Coorientador da discente, explica que “a aluna entrou no grupo no ano passado e se mostrou muito dedicada e atenciosa com todas as atividades demandadas.

Sempre se mostrando muito disponível para participar dos treinamentos, eventos e atividades de extensão que o Gotec oferecia, isso fez com que cada vez a incentivássemos a buscar cada dia mais. Essa conquista é uma felicidade não só para ela, mas também para o grupo de pesquisa, evidenciando cada vez o caminho da transformação social através da educação, ciência e tecnologia”.

Coordenadora-Geral do Centro de Idiomas na Assessoria de Relações Internacionais (Arint/IFRO) e do EducationUSA Adviser, Diana Ketlem Nascimento, também comemora a vitória alcançada. “A Dyuly como minha aluna no projeto Let’s Gossip me surpreendeu positivamente.

Ela cresceu de forma espontânea tanto pessoalmente quanto nas suas habilidades na língua inglesa. Fico muito feliz de ter visto nela o potencial e o perfil de uma jovem embaixadora. Conhecendo ela e o programa, tenho certeza que ela vai somar com os demais 49 jovens selecionados e será uma experiência que ficará marcado pra sempre em sua vida”.

A própria docente já foi anos atrás uma Jovem Embaixadora, além de ter coordenado o Progama no estado do Acre. “Eu sou professora de Inglês, mas estou na Coordenação-Geral do Centro de Idiomas com um projeto de conversação dentro do Gotec e já participei em 2009 do mesmo programa em que a Dyuly foi selecionada”, recorda.

Segundo o Assessor de Relações Internacionais do IFRO, Marcio Rodrigues Miranda, “as competências e habilidades desenvolvidas pela Dyuly nos diversos projetos que participa contribuíram para o seu amadurecimento acadêmico”. Na avaliação do docente, a “participação em tão importante evento contribuirá para que o IFRO seja reconhecido internacionalmente como uma instituição de qualidade nas atividades de Ensino, Pesquisa e Extensão”.

Para a seleção, Dyuly conta que teve apoio da instituição. “Tive uma grande ajuda por parte do Instituto, principalmente vindo dos meus professores, do meu coordenador Márcio, do orientador do projeto, o professor Kaio, e da minha professora Diana, pois fiquei conhecendo o projeto através dela. Eles me deram muito apoio durante todas as etapas do Programa. A minha equipe do projeto foi uma das que mais me apoiou e me deu força. E também estar engajada no HUB foi o que mais me ajudou devido a um dos requisitos do Programa era estar em uma iniciativa”.

Para finalizar, a estudante destaca sobre a possibilidade de “conhecer o mundo lá fora” e melhorar o “currículo estudantil”: “é muito importante acreditar em si mesmo, e se dedicar aos estudos para atingir seus objetivos, e ficar atento às redes sociais da Embaixada porque sempre estão postando oportunidades”.

Fonte: Diário da Amazônia

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu