Em 11 dias, Rússia prende mais de 10 mil pessoas que participaram de protestos contra invasão


Neste domingo (6), pelo menos mil manifestantes foram detidos em várias cidades do país; apesar da intimidação das autoridades, protestos acontecem todos os dias

Porto Velho, RO - Pelo menos 1.000 pessoas foram detidas neste domingo (6) por participarem de protestos em vários locais da Rússia contra a intervenção militar na Ucrânia, disse a ONG OVD-Info, especializada em acompanhar manifestações.

Segundo a fonte, mais de 10 mil manifestantes foram detidos na Rússia desde 24 de fevereiro, quando as operações militares começaram.

Apesar da intimidação das autoridades e da ameaça de prisão, ações de protesto acontecem todos os dias há mais de uma semana em diferentes cidades do país.

O opositor de Vladimir Putin, o russo Alexei Navalni - que está na prisão - exortou os russos a saírem às ruas todos os dias para pedir paz, apesar da intimidação das autoridades.

No domingo, as primeiras prisões ocorreram no extremo leste do país e na Sibéria.

Segundo a OVD-Info, mais de 200 pessoas foram detidas nas cidades de Novosibirsk e Yekaterinburg.

Há também ações em andamento em Moscou, onde a polícia está posicionada no centro. A ONG em defesa dos direitos humanos Memorial indicou que um de seus membros Oleg Orlov foi preso na praça em frente ao Kremlin.

No norte, uma das praças centrais de São Petersburgo foi cercada por policiais que estavam prendendo pessoas.

Fonte: R7

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu