Turbulência deixa um morto e dezenas de feridos em voo que ia de Londres a Singapura

Postagens Recentes

3/recent/post-list

Mundo

3/Mundo/post-list

Geral

3/GERAL/post-list

Turbulência deixa um morto e dezenas de feridos em voo que ia de Londres a Singapura

Comandante declarou emergência e fez pouso não programado no aeroporto de Bangkok, na Tailândia. A vítima é um passageiro de nacionalidade britânica de 73 anos que teria problemas cardíacos.

Porto Velho, RO - Uma pessoa morreu e outras 30 ficaram feridas após o avião em que estavam, um Boeing 777 da Singapore Airlines, enfrentar um episódio de turbulência severa nesta terça-feira (21).

A vítima é um passageiro de nacionalidade britânica de 73 anos de idade que teria problemas cardíacos. Uma das possíveis causas da morte, que está sendo investigada, é ataque cardíaco.

O voo SQ321 havia saído de Londres, e o evento ocorreu faltando cerca de uma hora e meia para o pouso em Singapura. O comandante declarou emergência e realizou um pouso não programado em Bangkok, na Tailândia, onde os feridos receberam socorro.

De acordo com a Singapore Airlines, havia 211 passageiros e 18 membros da tripulação na aeronave.

Segundo o diretor-geral dos Aeroportos da Tailândia, sete dos feridos se encontram em estado crítico. Outras 23 pessoas, incluindo nove membros da tripulação da Singapore, têm ferimentos leves e estão recebendo tratamento.

"O voo Singapore Airlines #SQ321, operando de Londres (Heathrow) a Singapura em 21 de maio de 2024 encontrou turbulência severa durante o percurso. A aeronave alternou para Bangkok e pousou às 15h45 no horário local (5h45 de Brasília)", disse em nota a companhia aérea.


Comida é vista no chão de Boeing 777 da Singapore Airlines após turbulência severa que deixou um morto, em 21 de maio de 2024 — Foto: Reprodução/ Redes sociais


Queda repentina de quase 1.000 metros

"Nós podemos confirmar que há feridos e uma morte a bordo do Boeing 777-300ER", afirma o comunicado da companhia aérea.

"Até as 19h50 do horário de Singapura (8h50 de Brasília), 18 indivíduos se encontravam internados. Outros 12 estão recebendo atendimento no hospital. Os demais passageiros e tripulação estão sendo examinados e recebendo tratamento, se necessário, no Aeroporto Internacional Suvarnabhumi em Bangkok", diz a Singapore Airlines.

Segundo dados do site FlightRadar24, que monitora voos em tempo real, a aeronave sofreu uma queda acentuada de 37 mil pés para 33.825 pés no intervalo de um minuto, o equivalente a uma perda de altitude de 967 metros.

Em seguida, o voo continua em trajeto de descida, de forma que não há como saber o quanto dessa queda seria resultado de uma suposta turbulência e o quanto teria sido comandada pelo piloto.

Não há dados oficiais da companhia aérea ou de órgãos de controle a respeito da magnitude da turbulência enfrentada pela aeronave.

O passageiro Dzafran Azmir, de 28 anos, que estava a bordo do avião, deu seu depoimento sobre a turbulência severa á agência Reuters.

"De repente, a aeronave começou a inclinar e tremer, então comecei a me preparar para o que estava acontecendo, e de repente houve uma queda muito dramática, sendo que todo mundo que estava sentado e sem cinto de segurança foi lançado imediatamente para o teto."

"Algumas pessoas bateram a cabeça nos compartimentos de bagagem e os amassaram, atingiram os locais onde estão as luzes e as máscaras e elas caíram", relata Azmir.


Interior do Boeing 777 da Singapore Airlines que fez pouso não programado em Bangkok após um episódio de turbulência severa, em 21 de maio de 2024 — Foto: Reuters/Stringer


Riscos de turbulência severa

Uma das possibilidades de alguém se ferir ou morrer em caso de turbulência severa se dá pela ausência do cinto de segurança, por exemplo.

A turbulência é a causa mais comum de incidentes com feridos na aviação comercial, segundo o NTSB (Conselho Nacional de Segurança dos Transportes dos EUA). No entanto, mortes decorrentes de turbulência são eventos raríssimos. Existem apenas três registros de vítimas fatais entre 1980 e 2009, e nenhuma desde então, segundo o órgão.

Em 2023, uma pessoa morreu devido a uma turbulência severa nos EUA, mas o episódio ocorreu em uma aeronave particular, e não em uma linha aérea comercial.


Companhia aérea e Boeing se manifestam

Em nota, a Singapore Airlines disse estar priorizando prestar assistência a todos os passageiros.

"A Singapore Airlines oferece as mais profundas condolências à família da pessoa falecida. Nossa prioridade é fornecer toda a assistência possível para todos os passageiros e tripulação a bordo da aeronave. Estamos trabalhando com as autoridades locais da Tailândia para fornecer a assistência médica necessária e a enviar uma equipe para Banguecoque para prestar qualquer assistência adicional necessária", diz a nota da companhia aérea.

Já a Boeing disse que está em contato com a Singapore Airlines e se colocou de prontidão para prestar assistência.

Veja o vídeo abaixo: 

https://globoplay.globo.com/v/11230759/

Veja quais são os diferentes tipos de turbulência



Trajeto do voo SQ321, que fez pouso não programado em Bangkok, segundo monitoramento do FlightAware — Foto: FlightAware/Reprodução


Boeing 777 da Singapore Airlines no aeroporto de Bagkok após pouso não programado por conta de turbulência severa que deixou um morto e dezenas de feridos, em 21 de maio de 2024. — Foto: Pongsak Suksi via Reuters

Fonte: G1

Postar um comentário

0 Comentários