Exportação de carne bovina à Indonésia é destacada pelo governador Marcos Rocha como reflexo das ações realizadas

Postagens Recentes

3/recent/post-list

Mundo

3/Mundo/post-list

Geral

3/GERAL/post-list

Ad Code



Exportação de carne bovina à Indonésia é destacada pelo governador Marcos Rocha como reflexo das ações realizadas


Número de cabeças de gado aumentou de 14,3 milhões para 17, 687 milhões

Porto Velho, RO -
Duas plantas frigoríficas instaladas em Rondônia, nos municípios de Jaru e Chupinguaia, foram habilitadas, neste mês de janeiro, para exportação de carne à Indonésia. A notícia é o reflexo das ações voltadas ao desenvolvimento econômico defendidas e colocadas em prática pelo governador do Estado, Marcos Rocha, que destacou a novidade divulgada na última quarta-feira (18), pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - Mapa.

A informação de mais duas plantas frigoríficas repercutiu positivamente no setor produtivo, uma vez que deve haver aumento na demanda pelo abate de bovinos. No primeiro mandado do governador Marcos Rocha, de 2019 a 2022, o número de cabeças de gado aumentou de 14,3 milhões para 17, 687 milhões, com crescimento médio de 19%. 

O governador destaca que os índices aplicados à pecuária, dentro da balança comercial, estão em franco crescimento. Em cinco anos, a exportação de carne e derivados, em Rondônia, deu um salto de mais de 300 milhões de Dólares, indo de US$ 587,6 milhões, em 2018, para mais de US$ 811,8 milhões em 2022, segundo informações do site Agrostat/Mapa.

SEM VACINAÇÃO

O chefe do Executivo Estadual destaca que os avanço no setor também são resultados positivos após Rondônia ter alçado status sanitário de livre de Febre Aftosa sem vacinação. “Vários são os fatores que levam à abertura de novos mercados para a carne produzida em Rondônia, mas, um dos principais é a suspensão da vacina contra a febre aftosa, status que só foi alcançado devido o empenho do produtor e do Governo de Rondônia que, por meio da Agência de Defesa Sanitária Agrosilvopastoril - Idaron, cumpriu todas as medidas sanitárias adotadas pelo Mapa e pela Organização Mundial de Saúde Animal (OMSA)”, destacou o governador Marcos Rocha.

O governador reforça que, Rondônia possui um rebanho bovino de 17, 687 milhões de cabeças de gado, sendo o maior rebanho dentro das áreas reconhecidas internacionalmente como livre de febre aftosa sem vacinação, destaque que afeta positivamente a balança comercial do Estado, visto que a região oferta carne de qualidade para todo o mundo.

Postar um comentário

0 Comentários