TJRO conquista pela quarta vez o Selo Diamante no Prêmio CNJ de Qualidade 2022



A premiação reconhece as boas práticas dos órgãos do Judiciário

Porto Velho, RO - Pelo quarto ano consecutivo, o Tribunal de Justiça de Rondônia conquista a premiação máxima destinada aos tribunais do país, recebendo o Selo Diamante no Prêmio CNJ de Qualidade 2022. O anúncio foi feito nessa terça-feira (22), durante o 16º Encontro Nacional do Poder Judiciário, em Brasília.

A honraria é conferida aos três tribunais de Justiça que apresentaram o melhor desempenho nos quesitos aferidos pelo Conselho Nacional de Justiça: dados e tecnologia, governança, produtividade e transparência.

O presidente do TJRO, desembargador



Marcos Alaor Diniz Grangeia, e o corregedor-geral da Justiça, desembargador José Antonio Robles, receberam, das mãos dos conselheiros Marcos Vinícius Jardim e Marcello Terto, a premiação que mantém o Tribunal de Justiça de Rondônia dentre os três melhores tribunais estaduais do país.

Os outros dois são o TJ de Roraima e o TJ do Distrito Federal e Territórios. Também estavam na solenidade de premiação os desembargadores Álvaro Kalix Ferro e Miguel Monico, e os juízes auxiliares Guilherme Baldan, da Presidência, e Johnny Gustavo Clemes, da Corregedoria.

A conquista foi comemorada com entusiasmo por todos os representantes do TJRO. “Quero destacar que esse é um prêmio coletivo. É o esforço individual de magistrados, magistradas, servidores e servidoras, que nos fez ficar no topo do ranking mais uma vez, sendo tetra diamante como referência nacional. Muito obrigado a todos, de coração”, disse o presidente.



O corregedor-geral da Justiça, desembargador José Antonio Robles, celebrou com orgulho o reconhecimento: “Sem medir esforços, buscamos sempre pela prestação de um serviço de excelência ao cidadão. Agora somos novamente Selo Diamante e com muita alegria nós podemos dizer, e bater no peito com orgulho, que somos tetra. Rondônia está de parabéns”, pontuou.

O sentimento de gratidão se estendeu também ao desembargador Álvaro Kalix Ferro, que coordenou as metas que levaram ao prêmio: "O selo diamante foi construído por todas as mãos de servidores e servidoras, magistrados e magistradas que se dedicam à nobre missão da Justiça. Agradeço muito a todos”, destacou.

A conquista vem justamente no ano que o Tribunal de Justiça de Rondônia completa 40 anos, o que dá um brilho ainda maior às comemorações da instituição. “Alcançar essa honraria ratifica a história de bons serviços que estamos construindo e nos impulsiona ao constante aperfeiçoamento e melhorias da prestação jurisdicional”, complementou o presidente Marcos Alaor Diniz Grangeia.



Prêmio de Qualidade

O Prêmio CNJ de Qualidade foi criado em 2019, em substituição ao antigo Selo Justiça em Números, e tem como objetivo principal estimular os tribunais brasileiros a buscarem excelência na gestão e no planejamento das atividades; na organização administrativa e judiciária; na sistematização e disseminação das informações e na produtividade, sob a ótica da prestação jurisdicional.


Fonte: O Observador

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu