'Musa' da campanha de Bolsonaro, Carla Cecato é demitida pela JP News


Ela foi demitida ontem por telefone, após voltar de uma licença para ser a garota-propaganda da campanha do candidato derrotado à Presidência, Jair Bolsonaro

Porto Velho, RO - A jornalista Carla Cecato não faz mais parte da equipe da Jovem Pan - e agora, ao que tudo indica, é pra valer. Ela, que foi garota-propaganda na campanha de reeleição de Jair Bolsonaro, foi demitida da emissora dentro do processo de reformulação que a empresa iniciou nesta semana, após a vitória de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) nas eleições. Guilherme Fiuza, Augusto Nunes, Guga Noblat e Caio Coppolla também foram desligados da Jovem Pan. As informações são do colunista Gabriel Vaquer, do site Notícias da TV.

Carla estava afastada da Jovem Pan desde outubro. Ela se licenciou dos trabalhos na emissora após ser foi convidada para ser o rosto da campanha de rádio e TV de Bolsonaro.

Antes disso, a jornalista havia anunciado que iria deixar a emissora e que havia pedido demissão. Duas semanas depois, entretanto, a ex-âncora da RecordTV acertou sua volta à Jovem Pan, reassumindo a apresentado do programa "Linha de Frente", exibido diariamente às 14h.

Na época, Carla desistiu do pedido de demissão após renegociar o contrato com o canal de notícias e receber um aumento. "Eu renegociei o meu contrato antigo, claro. É um novo acordo em relação ao que nós tínhamos. Agora ficou melhor para mim e para a Jovem Pan", disse a jornalista na ocasião. Carla estava na Jovem Pan desde julho.

Fonte: Uol

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu