Aluna da Unicamp é uma das vítimas de tiros em festa sertaneja; universidade decreta luto


Heloise Capatto, de 23 anos, e Leonardo Cardozo, de 25, foram mortos durante confusão em show em Piracicaba; atirador ainda não foi localizado


Porto Velho, RO – A jovem Heloise Magalhães Capatto, de 23 anos, uma das vítimas do atirador que matou duas pessoas durante uma festa sertaneja, em Piracicaba, na madrugada de domingo, 20, cursava o quinto ano na Faculdade de Odontologia da Unicamp. O diretor Flávio Henrique Baggio Aguiar determinou luto oficial de três dias na unidade. O atirador, que também matou o jovem Leonardo Victor Cardozo, de 25 anos, não tinha sido localizado até a manhã desta segunda-feira, 21.

Os crimes aconteceram durante um show da dupla sertaneja Hugo & Guilherme, no distrito da Unileste, em Piracicaba. Segundo testemunhas, Leonardo teria tentado acalmar um casal que brigava quando o rapaz sacou uma arma, fez vários disparos e fugiu. Além dos dois jovens que morreram, outras duas pessoas ficaram feridas. Um homem de 27 anos foi atingido na cabeça e está internado em um hospital particular. Um quarto rapaz teve ferimentos de raspão e procurou atendimento por conta própria.

O corpo de Heloise foi sepultado no fim da tarde de domingo no cemitério municipal de Elias Fausto, cidade da região. Colegas da jovem na universidade lamentaram a violência gratuita que vitimou a estudante. “Vítima de grave crime de violência que chocou a todos”, escreveu, em nota, o diretor Flávio Aguiar. Já o corpo de Leonardo foi sepultado no Cemitério da Saudade, em Piracicaba.

Os crimes estão sendo investigados pela Divisão Especializada de Investigações Criminais (Deic) de Piracicaba. Conforme o setor de investigações, a expectativa é de que o autor dos crimes se apresente à polícia, acompanhado de advogado, ainda nesta segunda-feira, 21. Ele será indiciado por duplo homicídio com qualificadoras, além de lesões corporais dolosas. A investigação aguarda os laudos da perícia nos corpos, feita pelo Instituto Médico Legal (IML), e no local dos crimes.

A Burn19 Produções, empresa organizadora do evento, emitiu nota informando que “a festa foi realizada a partir da entrega de toda a documentação necessária, concessão de alvará e contratação de seguranças particulares, ambulâncias e bombeiros responsáveis pelos socorros eventualmente necessários”.

Informou ainda que presta “toda solidariedade às vítimas e familiares que foram afetados por esse terrível ocorrido e se coloca à disposição das autoridades para a realização das diligências necessárias, bem como para colaborar com os trâmites da investigação em andamento


Fonte: Estadão

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu