Tristeza diz Coronel Marcos Rocha sobre derrota de Bolsonaro no 2° turno


Governador reeleito em Rondônia, do União, é fiel apoiador de Jair Bolsonaro, que perdeu nas Urnas para o ex-presidente Lula.

Porto Velho, RO - O governador bolsonarista reeleito em Rondônia, Coronel Marcos Rocha (União), usou as redes sociais na manhã desta segunda-feira (31) para lamentar a derrota do presidente Jair Bolsonaro (PL) no 2° turno das Eleições. Segundo o chefe do executivo, o sentimento do resultado presidencial é de tristeza.

"Ontem o dia foi de comemoração para Rondônia por um lado, com a minha eleição, mas também de tristeza para muitos, que assim como eu, defenderam a reeleição do presidente da República, meu amigo Jair Bolsonaro", escreveu Marcos Rocha.

Bolsonaro foi o primeiro presidente brasileiro que tentou uma reeleição e não conseguiu um segundo mandato. Ele perdeu a disputa do segundo turno no domingo (30) para o ex-presidente Lula (PT), que fará um terceiro mandato.

Mesmo com a derrota de Bolsonaro nas urnas, o governador destacou que Rondônia deu uma votação expressiva ao presidente.

"70% dos votos. Rondônia verde e amarela e tenho muito orgulho disso. Mas ainda assim o resultado não nos favoreceu. Presidente @jairmessiasbolsonaro, sempre estaremos juntos! Sou grato a tudo que fez por mim e pela nossa amizade. Deus, pátria e família 🇧🇷", finalizou o texto de Marcos Rocha.

Vitória de Rocha

O resultado que confirmou a reeleição de Rocha nas urnas foi às 18h14 de domingo (30), com 96,33% das urnas apuradas.

Após 100% das urnas apuradas, às 19h01, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) indicou que Rocha obteve 458.370 votos nesta reeleição. Seu adversário bolsonarista nas urnas, Marcos Rogério (PL), teve 47,53% dos votos (415.278 votos).

Votos nulos foram 3,44% e brancos, 2,17%. O índice de abstenção foi de 24,69%.

'Governar para todos'

Em coletiva de imprensa após ser reeleito, em Porto Velho, Rocha falou sobre a experiência do seu primeiro mandato.

"No primeiro mandato eu comecei sem ter experiência de governar. Agora é diferente. Já temos os projetos encaminhados e temos vários outros projetos que vamos desenvolver. O nosso plano de governo é real, baseado na realidade. Quero dizer a todos que agradeço muito a Deus, pois ele afastou de mim os traidores e uniu a mim pessoas maravilhosas, que estão aqui nesta sala e outros que não puderam estar, como muitos prefeitos", afirmou.

O governador reeleito também falou sobre seu partido, o União Brasil, ter conseguido formar uma bancada de deputados na Assembleia Legislativa de Rondônia e na Câmara Federal, em Brasília.

"Nós temos agora a maioria da bancada federal aqui de Rondônia, seis deputados federais eleitos. Mas é lógico, um governo que trabalha sério, com dignidade, é importante que todos se alinhem. Como eu falei ali fora, eu quero que todos os senadores, até o que ficou criticando, que ele consiga encerrar a campanha política dele e trabalhar pelo bem do estado", pontuou.

Rocha afirmou ainda que vai governar para todos os municípios, sem qualquer distinção.

"Municípios me apoiaram muito, estiveram presentes. Conseguimos ter uma votação expressiva em Ji-Paraná e outros municípios à frente, com mais de 80% dos votos. Como posso esquecer uma população dessa? Cacoal lá em cima e Porto Velho com uma votação expressiva. Mas lembrando, em todo lugar tive votação expressiva e eu tenho que trabalhar por todos".

Quem é Marcos Rocha

Marcos Rocha nasceu no Rio de Janeiro e se mudou para Rondônia quando tinha 21 anos. Atualmente com 54 anos, ele tem quatro filhos e é casado com Luana Oliveira Santos.

Desde cedo Rocha teve apreço pela carreira militar. Em 1986 ele ingressou no Exército Brasileiro como Oficial e quatro anos depois foi aprovado no concurso da Polícia Militar em Rondônia.

O candidato eleito também já foi diretor de escola militar em Porto Velho e secretário municipal de educação em Porto Velho. Em dezembro de 2014 ele assumiu o cargo de titular na Secretaria de Estado da Justiça (Sejus) e seguiu na pasta até 2017.

Marcos Rocha é formado em análise de sistema de dados, administração de negócios e pós-graduado em educação e técnicas de ensino. Ele já foi professor da Universidade Federal de Rondônia (Unir) e em uma faculdade particular da capital.

Em 2018, Rocha foi eleito governador de Rondônia para o 1º mandato, também em 2º turno, com 530.188 votos (66,34%). Era sua estreia no cenário político.

Fonte: G1/RO

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu