México vai estender presença do Exército nas ruas até 2029

Intenção é combater a violência

Porto Velho, RO
- A Câmara dos Deputados do México aprovou nesta quarta-feira (14) a manutenção do Exército nas ruas do por mais cinco anos, aumentando os temores sobre os esforços do presidente para militarizar a segurança pública do país.

É a segunda medida que aumenta o poder dos militares neste mês, depois que o Senado mexicano aprovou na semana passada a passagem do controle da Guarda Nacional, uma força policial militar criada em 2019, ao Exército .

A nova moção sobre o destacamento de militares, aprovada com 335 votos a favor e 152 contra, deveria expirar em 2024, mas agora se estenderá até 2029.

A medida segue surtos de violência provocada por cartéis em todo o país, com pelo menos 20 lojas de conveniência incendiadas em uma noite de agitação nos estados centrais de Guanajuato e Jalisco no mês passado.

Ignacio Mier, coordenador do Morena, partido do governo atual, na Câmara, disse que a presença contínua do Exército nas ruas "garantirá a segurança das famílias" e buscará "recuperar a paz e a tranquilidade".

No entanto, o membro da oposição Jorge Romero estava entre os críticos que disseram que aquela era uma medida política.

"Não é do interesse deste governo ter uma polícia civil. O que interessa é militarizar a segurança cidadã", disse Romero.

O presidente mexicano, Andrés Manuel López Obrador, prometeu retornar os militares aos seus quartéis enquanto concorria ao cargo em 2018, mas disse depois que mudou de ideia devido à necessidade de combater o crime organizado.

Embora tenha alta aprovação entre os mexicanos, perto de 80%, de acordo com algumas pesquisas, o Exército do país esteve envolvido em vários casos de supostos abusos e violações de direitos humanos.


Fonte: Agência Brasil

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu