Empreendedores participam de oficina sobre boas práticas em manipulação de alimentos

Evento é realizado pelo Programa de Capacitação para Empreendedores do Município

Porto Velho, RO
- Pequenos comerciantes que trabalham com a comercialização de alimentos em Porto Velho participaram de uma capacitação de boas práticas em manipulação de alimentos, na tarde de quinta-feira (8), com objetivo de fortalecer o setor e a economia local, proporcionando produtos da melhor qualidade.

O evento que faz parte do Programa de Capacitação para Empreendedores do Município (Procem), idealizado pela Prefeitura, foi realizado no auditório da Secretaria Municipal de Indústria, Comércio, Turismo e Trabalho (Semdestur), que é a responsável pelas oficinas de aprendizagem.

“Capacitar sempre é preciso. Nós entendemos que os nossos empreendedores que fazem parte desse circuito que a gente expõe, na verdade, precisam estar capacitados também. Então a gente oferece esse curso gratuito para população e para os nossos pequenos e microempreendedores”, destacou a secretária da Semdestur, Glayce Bezerra.

A secretária agradeceu a parceria com o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), que na primeira oficina disponibilizou uma colaboradora para tratar sobre Microempreendedor Individual (MEI), precificação de produtos e marketing digital. Nessa outra, a parceria foi com o Serviço Social do Comércio e Mesa Brasil.

No total, 45 empreendedores participaram da oficina, entre eles, um grupo cadastrado no Giro Empreendedor e permissionários que comercializam alimentos nos espaços públicos administrados pela Prefeitura, a exemplo do Mercado Central, praça de alimentação do bairro Meu Pedacinho de Chão, Feira do Porto e Skate Park, entre outros.

Conforme a nutricionista Tatiana Oliveira (Sesc/Mesa Brasil), essa capacitação é indicada para ser feita uma vez por ano a todas as pessoas que produzem algum tipo de alimento. Ela tratou sobre os contaminantes alimentares, boas práticas de higiene, fatores que contribuem para estragar mais rápido o alimento, entre outros temas, além de como aplicar todos os cuidados à realidade de cada um.

“Todos vão sair daqui certificados para que possam continuar atuando na produção de alimentos, agora com muito mais qualidade”, comentou.

PARTICIPANTES

Rodrigo Gadelha, que vende comidas típicas nas feiras, falou da importância do curso para ajudá-lo a cuidar melhor da segurança alimentar dos seus clientes. “Com esse curso a gente aprende a manipular melhor os alimentos para fazer um bom preparo. 

Um fio de cabelo, um pequeno inseto que cai na comida pode prejudicar a vida de uma pessoa. O que eu aprendi vai agregar na qualidade dos alimentos que eu sirvo para as pessoas”, afirmou.

Permissionária do Mercado Central, onde trabalha com a venda do pescado in natura, Maria Auxiliadora dos Santos aprendeu sobre os cuidado com o produto que vende, por se tratar de algo muito perecível. “Quero me aperfeiçoar no meu trabalho e atender da melhor forma o meu cliente”, pontuou.


Fonte: Prefeitura de Porto Velho

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu