Cientistas descobrem restos de elefante de 12 mil anos no Sul do Chile

 

Gomphotheres é parente extinto do elefante moderno

Porto Velho, RO
 - O Gomphotheres, um parente extinto do elefante moderno, vagou pelo Sul do Chile há milhares de anos e pode ter sido alvo de caçadas em grupo por habitantes da região, supõem cientistas chilenos após descoberta recente.

Os cientistas descobriram vários restos de Gomphotheres, que datam de 12 mil anos, perto do Tagua Tagua, um lago glacial no Sul do país.

As grandes criaturas pesavam até 4 toneladas e podiam chegar a 3 metros de altura, levando os cientistas a acreditar que eram alvo de caçadas em grupo por habitantes da região.

"A hipótese com a qual estamos trabalhando é que se trata de caça, eventos de caça", disse Carlos Tornero, arqueólogo que trabalha no local. "Achamos isso porque o Gomphotheres é um animal muito grande e perigoso e, provavelmente, exigia várias pessoas (para caçar)".

Os cientistas dizem que a descoberta também lhes permitirá estudar o impacto humano mais amplo na região e como a mudança climática afetou os animais durante esse período.

"Podemos obter muitas informações daqui, por exemplo sobre as mudanças climáticas, como isso afetou os animais", disse Elisa Calas, arqueóloga que também trabalha no local. “A influência que os humanos tiveram no meio ambiente está muito alinhada com o que está ocorrendo agora em termos ambientais”.


Fonte: Agência Brasil

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu