Servidores da Saúde recebem capacitação sobre tratamento e prevenção ao tabagismo


Profissionais foram instruídos quanto às técnicas do tratamento constantes no Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas para Dependência à Nicotina

Porto Velho, RO - Mais de 50 servidores da área da Saúde de Rondônia participaram de uma capacitação referente à Educação em Saúde e tratamento ao tabagismo. O evento aconteceu nos dias 25 e 26 de abril, no auditório do Conselho Regional de Medicina do Estado de Rondônia – Cremero.

Os profissionais foram instruídos quanto às técnicas do tratamento do tabagismo constantes no Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas para Dependência à Nicotina. O evento também foi uma forma de chamar a atenção ao combate e à conscientização sobre o tabagismo, que tem ações previstas no decorrer de todo o mês de maio.

A coordenadora Estadual de Controle do Tabagismo, Cremilda Queiroz, ressalta a importância da capacitação. “Além de oferecer um tratamento adequado para o tabagista, o valor da prevenção tem como objetivo diminuir o aumento das doenças causadas pela dependência à nicotina”, afirma.

Uma das primeiras ações práticas a ser implementada, logo após a capacitação, será inicialmente administrada nas Unidades Prisionais da Capital, visando o acompanhamento de todos os reeducandos que fazem uso do cigarro e prestando auxílio para os que optarem por parar de fumar. Essa ação conta com as parcerias da Secretaria de Estado da Saúde – Sesau, da Secretaria de Estado da Justiça – Sejus e da Secretaria Municipal da Saúde – Semusa.

MÊS DE CONSCIENTIZAÇÃO

Como forma, não somente de lembrar, mas resgatar as campanhas quanto à importância do combate e conscientização acerca do tabagismo, no dia 5 de maio foi realizado um curso de “Prevenção à iniciação ao tabagismo”, em Brasília, contando com a presença de 174 profissionais de todas as regiões do Brasil.

Referencia-se o tabagismo como uma doença, por causar dependência à nicotina, e causa aproximadamente 50 doenças diferentes. O Dia Mundial sem Tabagismo, 31 de maio, tem o objetivo de alertar sobre os riscos que o vício vem causando.

No Brasil, 443 pessoas morrem a cada dia por causa do tabagismo. Os custos impactam o Sistema de Saúde e a economia: são 161.853 mortes anuais que poderiam ser evitadas e gastos que chegam a R$ 125 bilhões. As mortes anuais atribuíveis ao tabagismo apresentam os seguintes resultados: 37.686 correspondem à Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC); 33.179 a doenças cardíacas; 25.683 a outros cânceres; 24.443 ao câncer de pulmão; 18.620 ao tabagismo passivo e outras causas; 12.201 à pneumonia e 10.041 ao Acidente Vascular Cerebral – AVC.

Fonte: Governo de Rondônia


Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu