Operação prende policial penal que facilitava entrada de ilícitos em presídio


A Polícia Civil do Estado de Rondônia, por intermédio da 1ª Delegacia de Guajará-Mirim, deflagrou, na tarde dessa segunda-feira(02), a operação denominada “Tranca”. A ação policial resultou na prisão de duas pessoas: um policial penal e a mãe de um apenado.

As investigações apresentaram indícios de que a dupla facilitava a entrada de objetos proibidos na Casa de Detenção Masculina de Guajará-Mirim.

No decurso das investigações, ficou comprovado que o policial penal facilitava a entrada de tabaco, aparelhos celulares, serras e outros objetos, recebendo em troca pelos delitos. A mãe estaria envolvida nas negociações dos ilícitos.

O delegado Rogério Pereira dos Santos presidiu as investigações. A autoridade policial representou pelos mandados de busca e apreensão domiciliar na residência dos investigados, os quais foram deferidos pela justiça.

Na tarde de ontem, os agentes do Serviço de Investigação e Capturas - SEVIC cumpriram os mandados. Os memos localizaram o policial penal F. H. R., de 49 anos, em frente a sua residência, este tentou reagir a prisão, mas foi contido. Os policiais civis encontraram 7 aparelhos celulares, 3 carregadores e 20 munições na casa do investigado. A ação foi acompanhada de uma advogada acionada pela esposa do policial penal. Na residência da senhora de 50 anos(mãe do apenado) foi apreendido um celular.

A dupla foi indiciada e as investigações continuarão na Delegacia Regional de Guajará-Mirim-RO, ambos foram indiciados pelos crimes de corrupção ativa(para o policial penal) e corrupção passiva(para a mãe do apenado).


Fonte: Rondoniaovivo
Foto: Daniel Garcia

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu