Samuel Costa confirma pré-candidatura a deputado federal pela federação partidária PT/PV/PCdoB


Samuel Costa, Pré-candidato a deputado federal de Rondônia

Porto Velho, RO - O professor, jornalista e advogado Samuel Costa confirmou neste final de semana sua pré-candidatura a deputado federal pela federação partidária formada pelo PT/PV/PCdoB. Os três partidos caminharão juntos na eleição de 2022 com a missão de eleger de um a dois representantes na Câmara Federal em Rondônia.

Samuel se notabilizou nos últimos anos como ativista político progressista do Estado, inclusive atuando como articulador político em programas de TV e rádio. Filiado ao PT, filho de professores, Samuel tem sido também um dos grandes defensores da candidatura do ex-presidente Lula à Presidência.

“Estou me lançando como pré-candidato porque acredito nesse projeto para 2022. Aliás, desde a prisão arbitrária do ex-presidente Lula e do golpe no Governo Dilma orquestrado por Eduardo Cunha e integrantes da Câmara Federal que venho denunciando as ilegalidades cometidas contra o Estado Democrático de Direito no País”, comentou.

Segundo Samuel, a eleição de 2022 será um divisor de águas não apenas na Política, mas no futuro do Brasil para as próximas décadas. “O eleitor precisa saber quem realmente está do lado do povo e não se deixar levar por discursos vazios. O País atravessa hoje sua pior crise institucional”, ressaltou.

De acordo com Samuel, o Brasil precisa se juntar aos representantes do povo que realmente tenham propostas progressivas e contrárias à fome, à miséria, à falta de emprego, e outras mazelas que tem tornado o Brasil um País ´caro´, tomando como exemplo, os preços dos combustíveis.

“O debate é longo e isso é apenas um resumo do que precisamos discutir publicamente com o povo. O País precisa ser passado a limpo e, para isso, precisa também eleger pessoas comprometidas com essa pauta progressista e de desenvolvimento. Um país rico como o nosso não pode estar mergulhado em crises financeiras, famélicas e institucionais”, finalizou Costa.

Fonte: Assessoria

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu