Equipamentos de alta tecnologia irão reforçar ações da Politec e Sesdec no enfrentamento e elucidação de crimes


Os equipamentos de ponta vão fortalecer a Polícia Técnico-Científica de Rondônia e ações da Sesdec

Porto Velho, RO - O investimento de quase R$ 3 milhões em equipamentos de alta tecnologia que vão integrar os serviços da Polícia Técnico-Científica de Rondônia – Politec e a Gerência de Estratégia e Inteligência da Secretaria de Estado, da Segurança, Defesa e Cidadania – Sesdec, deve fortalecer o enfrentamento e elucidação de crimes em Rondônia. A entrega dos equipamentos, adquiridos com recurso próprio do Governo de Rondônia, aconteceu em cerimônia realizada na tarde desta quarta-feira (13), na Politec, em Porto Velho.

‘‘Esse é um dia muito feliz e um ato histórico para a Polícia Técnico-Científica de Rondônia e da Gerência de Estratégia e Inteligência da Sesdec, que têm atuação em todo o Estado. Esses equipamentos representam inovação tecnológica, e a aplicação assim, de um diferencial para atender as demandas da população no setor de Segurança Pública’’, afirma o secretário de Sesdec, José Hélio Cysneiros Pachá.

Para o diretor-geral da Politec, Domingos Sávio, os equipamentos de ponta vão fortalecer a Polícia Técnico-Científica de Rondônia. ‘‘Irá trazer mais agilidade na apuração em locais de crime para corroborar com a nossa missão de promover a justiça, uma vez que o emprego de mais tecnologia é possível dar mais robustez para as provas periciais. Ressalto ainda que essa atenção dada a Politec pelo Governo do Estado resultará em um melhor serviço prestado à sociedade rondoniense, pois proporciona uma atuação mais rápida, precisa e efetiva’’, assegura.

Cerimônia de entrega dos equipamentos destinados à Politec e a Gerência de Estratégia e Inteligência da Sesdec

POLITEC

Para a Politec, serão destinadas dez maletas de levantamento e coleta de impressões digitais, e outras dez maletas para exames periciais em local de crime; 12 fechaduras digitais e 11 balanças semi-analíticas; dez detectores de metais e um microscópio eletrônico

As maletas de levantamento e coleta de impressões digitais, assim como as maletas para exames periciais contêm kits reagentes utilizados na realização de exames em local de crimes e acidentes de trânsito. Serão destinadas ao Instituto de Criminalística em Porto Velho e para oito Coordenadorias de Criminalística, localizadas em Ariquemes, Cacoal, Guajará-Mirim, Jaru, Ji-Paraná, Rolim de Moura, São Miguel do Guaporé e Vilhena.

As balanças eletrônicas e fechaduras digitais serão utilizadas no aprimoramento e estruturação das centrais de custódia e da cadeia de custódia de vestígios nas unidades de Perícia Oficial do Estado. Os equipamentos serão destinados para Divisões de Perícia e o Instituto de Criminalística em Porto Velho, e em Coordenadorias Regionais de Perícia em Guajará-Mirim, Ariquemes, Ji-Paraná, Cacoal, Rolim de Moura, São Miguel do Guaporé e Vilhena.

Os detectores de metais serão destinados para o Instituto de Criminalística em Porto Velho e para oito Coordenadorias de Criminalística, localizadas em: Ariquemes, Cacoal, Guajará-Mirim, Jaru, Ji-Paraná, Rolim de Moura, São Miguel do Guaporé e Vilhena.

Investimento é de quase R$ 3 milhões, recurso próprio do Governo de Rondônia

O Microscópio Eletrônico de Varredura (MEV) é utilizado para a realização de exames residuográficos em materiais coletados das mãos de suspeitos envolvidos em casos de homicídios ou suicídios causados por arma de fogo.

A técnica de MEV permite a visualização das partículas oriundas do tiro, possibilitando que elas sejam identificadas e fotografadas, sem que ocorra sua destruição. A operacionalização desse equipamento será feita no Instituto Laboratorial Criminal, no Núcleo de Análise Instrumental da Polícia Técnica-Cientifica, em Porto Velho.

GERÊNCIA DE ESTRATÉGIA E INTELIGÊNCIA

Para a Gerência de Estratégia e Inteligência da Sesdec, vão ser destinados um boroscópio; 109 coletes balísticos; máquinas fragmentadoras e um analisador espectral.

O boroscópio será utilizado para visualização de equipamentos instalados de forma clandestina em locais de difícil acesso. E o analisador espectral nas ações de contra-inteligência, visando as ações de segurança orgânica.

As máquinas fragmentadoras de papel nível P5, utilizadas em unidades com requisito de proteção elevada para dados confidenciais. O equipamento permite a fragmentação de várias folhas de papel ao mesmo tempo, inclusive a fragmentação de grampos, CD’s e/ou DVD’s.

Os coletes balísticos vão ser entregues às unidades dos órgãos subordinados à Sesdec.

Estiveram presentes na solenidade, o secretário adjunto da Sesdec, Hélio Gomes Ferreira, a diretora-adjunta da Politec, Ana Júlia Frazão e o comandante-geral da Polícia Militar, James Alves Padilha.

Fonte: Governo de Rondônia

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu