Bolsonaro, Ciro e Doria crescem sem Moro na disputa presidencial, aponta pesquisa


De acordo com a nova rodada da pesquisa XP/Ipespe, Lula mantém a liderança, com 44% das intenções de voto, seguido por Jair Bolsonaro, com 30%, Ciro Gomes com, 9%, João Doria, com 3% e Simone Tebet, com 2%

Porto Velho, RO - A saída de Sérgio Moro da corrida presidencial abriu margem para outros pré-candidatos crescerem na disputa, aponta pesquisa XP/Ipespe divulgada nesta quarta-feira, 6. O presidente Jair Bolsonaro (PL) subiu quatro pontos, de 26% para 30%, do último levantamento para este - seu melhor desempenho registrado até o momento. Ele permanece atrás de Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que mantém a liderança com 44%, mesmo patamar da pesquisa anterior.

Excluído o ex-juiz da relação de presidenciáveis, Ciro Gomes (PDT) avançou de 7% para 9% nas intenções de voto; João Doria (PSDB), de 2% para 3%; e Simone Tebet, de 1% para 2%. Todas as oscilações estão dentro da margem de erro. Indecisos e os que preferem votar nulo ou branco também cresceram, e foram de 9% para 12%. Anteriormente, o Estadão mostrou que a saída de Moro influenciava o porcentual de “brancos e nulos”.

O ex-presidente Lula continua liderando o cenário espontâneo, aquele em que o entrevistado expressa sua preferência sem que seja apresentada uma lista de opções, com 36%. O número é o mesmo de março. Já Bolsonaro cresceu, e agora tem 27%. No segundo turno, o petista vence o atual chefe do Executivo com vantagem de 20 pontos, com 53% contra 33%. A distância, contudo, é menor do que há dez dias, quando era de 23 pontos.

O Ipespe ouviu mil eleitores entre os dias 2 e 5 de abril. A margem de erro do levantamento é de 3,2 pontos porcentuais, para mais ou para menos, e o código do registro na Justiça Eleitoral é BR-03874/2022.

Fonte: Estadão

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu