Produtores de leite de Cabixi são atendidos com projeto de Silagem da Emater Rondônia


Projeto de Silagem surgiu da necessidade de nutrição do gado leiteiro na época da seca em Rondônia

Porto Velho, RO - No período de seca em Rondônia, os pecuaristas que trabalham com gado de leite passam por dificuldades para alimentar o rebanho, por causa do déficit de pastagens. E como consequência, nesse tempo, a produção de leite diminui, acarretando grandes prejuízos financeiros. Uma situação que o Governo de Rondônia dispõe de alternativas para auxiliar os empresários do ramo.

Em Cabixi, na região do Cone Sul do Estado, a Entidade Autárquica de Assistência Técnica e Extensão Rural de Rondônia (Emater-RO) local, atende 60 produtores da pecuária leiteira com Projeto de “Silagem”, que auxilia na produção de alimentos para as vacas neste período.

Para a expansão do projeto, neste ano, a Emater destinou implementos agrícolas e equipamentos como conchas, ensiladeiras, tratores, cascalheiras e empilhadeiras, para as prefeituras, que atuam por meio da Secretaria Municipal de Agricultura. Os equipamentos foram comprados por recursos do programa “ProLeite” em parceria com a Secretaria de Estado da Agricultura (Seagri).


Projeto atende 60 produtores no município de Cabixi

O objetivo do Estado, com esse subsídio, é melhorar a atividade leiteira e evitar as quedas bruscas na produção. A pecuária de leite é a atividade que concentra a maioria dos pequenos produtores rurais rondonienses e a que mais sofre com a falta de chuvas durante o verão amazônico, que vai de maio a outubro, período que o gado mais necessita da suplementação alimentar no cocho.

“O projeto surgiu da necessidade de nutrição do gado leiteiro na época da seca. Em algumas reuniões com a nossa equipe da Emater Cabixi, tivemos a ideia de investir na silagem, sendo uma alternativa muito boa para o pequeno produtor. Pensando nisso, buscamos a parceria com a Seagri, que nos apoia com os implementos agrícolas, barateando o custo da silagem para o produtor, se tornando viável para todos.

No ano passado, a silagem ficou em torno de R$ 98 a tonelada, muito barato. Todo esse material se transforma em leite. Agora, com as novas máquinas vamos conseguir aumentar ainda mais o número de produtores atendidos,” explica o veterinário da Emater Cabixi, Diogenes Cadore Simionatto.

“Acredito que não tenha coisa melhor que a silagem, só tenho resultados positivos. É trabalhoso, mas estamos aqui para isso. Para mim, é essencial, sem ela, não tem como produzir leite, não tem como se manter na pecuária. Sem parcerias não chegamos a lugar nenhum; com esses implementos da Seagri e Emater, é essencial para funcionar.

Eu não teria como investir se não fosse pelo projeto, pois hoje ainda não tenho condições de comprar um trator para esse serviço. É de extrema necessidade, indico ainda que se você for iniciar a atividade leiteira, procure a Emater da sua cidade, eles são peças fundamentais para iniciar a sua atividade”, ressaltou o criador de gado de leiteiro, Jailton Lopes.

O gerente regional da Emater, Cleverson de Oliveira, que acompanhou a propriedade atendida pelo projeto, ressalta o benefício das parcerias entre os órgãos estaduais, municipais e produtores. “O município de Cabixi foi a primeira cidade a aderir ao programa. Com essa união entre os poderes públicos conseguimos consolidar o projeto em todo Cone Sul.

Nesta área, se tem uma grande parceria entre os produtores, onde eles compram o milho e fertilizantes em conjunto, sendo assim, sempre um apoiando o outro. Neste a ano, no dia 30 de janeiro já começou o corte da primeira safra, sendo em média 45 toneladas por hectare de produção de milho e os novos equipamentos estão a todo vapor atendendo esses 60 produtores”, explica.

Texto: Thayná Machado
Fotos: Fabiano Cremonini
Secom - Governo de Rondônia


Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu