Período do defeso de Tambaqui e Pirarucu é prorrogado em Rondônia


A fiscalização da pesca predatória vai continuar nos rios e lagos de Rondônia para que aconteça a reprodução natural dos peixes.

Porto Velho, RO - Os pescadores precisam estar atentos para a proibição da pesca da espécie de Tambaqui (colossoma macropomum), que vai até 31 deste mês e a do Pirarucu que se estende até 30 de abril. Durante este período, fica proibida a pesca, o transporte, o armazenamento e a comercialização para não ser prejudicada a reprodução desta espécie.

O secretário de Estado do Desenvolvimento Ambiental de Rondônia (Sedam), Marco Antônio Ribeiro de Menezes Lago, afirmou na quinta-feira, 3, que a Portaria nº 146/2020 preserva as espécies Jatuarana, Pirapitinga, Caparari, Dourada, Filhote, Pirarara e Surubim.

“A portaria protege os organismos aquáticos na fase de reprodução, bem como seu crescimento. Hoje, os pescadores estão conscientes da importância de respeitar o período de defeso e, para tanto, o Governo Federal paga um benefício de quatro salários mínimos e que são parcelados mensalmente”, afirmou o secretário Lago.

O coordenador de Proteção Ambiental da Sedam (Copam), Marcos Trindade, elogiou os pescadores, pois com a realização de conscientização – através de reuniões da educação ambiental – deram importante contribuição para a reprodução das espécies e, desta forma, poucas foram as autuações nas operações realizadas e que contou com a participação de agentes do Batalhão de Proteção Ambiental de Rondônia.

“Estamos atentos para o combate à pesca predatória e, para tanto, vamos continuar as operações de fiscalização e contamos com a participação do Batalhão de Proteção Ambiental de Rondônia” informou o coordenador da Copam.

A fiscalização da pesca predatória vai continuar nos rios e lagos de Rondônia para que aconteça a reprodução natural dos peixes.

O período de defeso encerra no dia 15 de março para as espécies Pescada, Surubim, Caparari, Pirapitinga, Jatuarana, Dourada, Filhote e Pirarara, ficando a pesca restrita para o tambaqui até o dia 31 de março e Pirarucu até o dia 30 de abril, o defeso é importante para a manutenção do estoque pesqueiro do Estado de Rondônia.

Fonte: Diário da Amazônia

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu