Governo notifica Petrobras sobre reajustes de preços dos combustíveis

 



Foi pedido o valor médio praticado nos últimos meses e o volume de produção, o volume de produção, e as medidas adotadas para reduzir os preços.

OMinistério da Justiça notificou, nesta sexta-feira (11) a Petrobras e a Acelen, a empresa que administra a Refinaria de Mataripe, na Bahia, para explicar o mais recente reajuste de preços dos combustíveis.

A notificação foi feita pela Secretaria Nacional do Consumidor do Ministério da Justiça. No documento, são pedidas informações sobre os motivos que levaram ao reajuste. Por exemplo, como as variações do preço do barril do petróleo no mercado internacional e influencia os preços dos combustíveis ao consumidor brasileiro.

Também foi pedido o valor médio praticado nos últimos meses e o volume de produção, o volume de produção, e as medidas adotadas para reduzir os preços.

O risco de desabastecimento de combustível já no início de abril foi o principal motivo pelo qual a Petrobras reajustou o preço dos combustíveis na quinta-feira(10), segundo fontes do governo.

O alerta inclusive foi feito em reunião de representantes da estatal com ministros do governo na terça-feira (8) no Palácio do Planalto, que acabou sendo repassado ao presidente Jair Bolsonaro.

A Petrobras vinha verificando nos últimos dias os estoques de gasolina, diesel e GLP nas distribuidoras. O cenário apontado nesta semana indicava que se nada fosse feito em pouco mais de 20 dias o diesel seria o primeiro combustível a faltar, seguido de gasolina e do GLP.


Fonte: CNN Brasil 

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu