COB indica 9 jovens atletas talentosas para receber bolsa do COI


Valores chegam a R$ 30 mil anuais durante ciclo olímpico de Paris 2024

Porto Velho, RO
- Dia Internacional da Mulher começou muito bem para nove jovens atletas indicadas pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB) para a bolsa do Programa Solidariedade Olímpica, do Comitê Olímpico Internacional (COI). Se aprovadas - os nomes ainda precisam ser ratificados por entidades nacionais e internacionais - as atletas terão direito a auxílio de US$ 6 mil (aproximadamente R$ 30 mil) por ano, durante o ciclo olímpico para os Jogos de Paris 2024. Pela primeira vez o COB selecionou apenas atletas mulheres para o programa do COI.



Moradora de Maricá (RJ), Ana Luiza Caetano, uma das nove indicadas pelo COB ao programa de incentivo do COI, faturou bronze ano passado, nos Jogos Pan-americanos Júnior Cali (Colômbia).- Divulgação/COB

Entre elas está Ana Luiza Caetano, também conhecida como Lulu, de 19 anos. Moradora de Maricá (RJ), a atleta do tiro com arco faturou medalha de bronze ano passado, nos Jogos Pan-americanos Júnior Cali (Colômbia).

“Essa bolsa vai me abrir várias portas. Terei a chance de aproveitar meu último ano de base, ganhar muita experiência e entrar na categoria adulto com mais bagagem. É também um reconhecimento do meu esforço, do meu trabalho e de todas as minhas conquistas até aqui.

Além de um incentivo absurdo para o ciclo de Paris 2024, porque vejo que o meu trabalho está sendo visto por mais gente”, afirmou Lulu em depoimento ao COB.

A bolsa oferecida pelo programa do COI prevê pagamentos quadrimestrais no valor de US$ 2 mil ( o equivalente a R$ 10 mil), totalizando US$ 6 mil (30 mil) por temporada. Os nomes das nove indicadas pelo COB ainda precisam passar por aprovação de Confederações Brasileiras Olímpicas, Federações Internacionais de cada modalidade e próprio COI.

“Esta é a primeira vez que o COB indica exclusivamente atletas mulheres para o Solidariedade Olímpica. Todas elas atuam em provas individuais e possuem um histórico de bons resultados nas categorias de base e no adulto. Acreditamos que, com este apoio, elas poderão desenvolver ainda mais seu potencial esportivo”, disse Jorge Bichar, diretor de Esportes do COB.


Fonte: Agência Brasil

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu