Volta às aulas: ao menos 6 municípios de RO não vão exigir vacinação infantil contra Covid

Alguns municípios voltam com as aulas presenciais na próxima semana. Enquanto rede municipal não vai exigir, no Ifro a imunização de alunos contra a Covid será obrigatória.

Porto Velho, RO - 
Ao menos seis municípios de Rondônia já divulgaram que não vão exigir vacinação infantil contra Covid no no retorno das aulas presenciais. São eles: Ariquemes, Cacoal, Jaru, Vilhena, Porto Velho e Ji-Paraná.

Segundo apurado pela Rede Amazônica, em Jaru não será exigido o comprovante de vacinação das crianças até porque a quantidade de doses recebidas na cidade é insuficiente para uma grande cobertura.

A rede municipal de ensino em Jaru tem cerca de 5 mil alunos matriculados e até agora só foram entregues 700 doses de vacina pediátrica contra a Covid, sendo que 600 já foram aplicadas.

Ariquemes, principal cidade do Vale do Jamari, também não vai exigir o comprovante da vacinação para o retorno dos alunos no ensino presencial da rede municipal, que deve começar no dia 7 de fevereiro.

Com a não obrigatoriedade do passaporte nas escolas, os municípios registram baixa procura pela vacina infantil. É o caso de Ji-Paraná, onde o total de vacinados está em 4% do público alvo.

Vilhena, no Cone Sul do estado, também tem baixa adesão. Durante a semana de vacinação foram aplicadas cerca de 500 doses em crianças, sendo que o município recebeu mais de 1.200 doses.

Maioria das cidades de Rondônia não irá exigir comprovante de vacinação em escolas

No entanto, a não exigência de vacinação para alunos só é válida para a rede municipal. Alunos destas cidades que estudam no Instituto Federal de Rondônia (Ifro) terão que tomar vacina contra a Covid. Isso porque a instituição publicou uma portaria exigindo a comprovação de vacinação contra a Covid-19 para entrada e circulação de pessoas nos campus.

Na capital a situação é um pouco diferente. O passaporte de vacinação só não será exigido dos alunos da rede municipal, porém os pais precisam apresentar comprovante de imunização para acessar as dependências das escolas.

Essa exigência acontece por conta de um decreto local, que impede o acesso aos departamentos e prédios públicos quem ainda não foi vacinado contra a Covid.

As aulas na capital devem ser retomadas no próximo dia 9 de fevereiro, quarta-feira.

Fonte: G1/RO

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu