SpaceX perde 40 satélites por tempestade geomagnética um dia após laçamento


Objetos deveriam integrar projeto de internet de alta velocidade da Starlink

Porto Velho, RO - A empresa espacial SpaceX, do bilionário Elon Musk, anunciou a perda de dezenas de satélites atingidos por uma tempestade geomagnética um dia após serem lançados na semana passada. Ao todo, 40 de 49 satélites foram impactados, fazendo com que queimassem em vez de alcançar a órbita esperada.

Os satélites foram lançados na última quinta-feira do Centro Espacial Kennedy, no estado americano da Flórida. Eles foram atingidos por uma tempestade solar, causadas por explosões na superfície do Sol, no dia seguinte, segundo divulgou a companhia em comunicado. O fenômeno é provocado por uma interação entre um fluxo de partículas carregadas do Sol e o campo magnético da Terra.

"Infelizmente, os satélites implantados na quinta-feira foram significativamente impactados por uma tempestade geomagnética na sexta-feira", disse a SpaceX em comunicado. "Essas tempestades fazem com que a atmosfera se aqueça e a densidade atmosférica em nossas baixas altitudes de implantação aumente".

Embora feitos para se proteger da tempestade, os satélites não conseguiram realizar as manobras necessárias. De acordo com a empresa, há risco zero de colisão com outros equipamentos. Eles são projetados para se desintegrar ao reingressar na atmosfera terrestre, o que faz com que nenhuma parte atinja o solo.

Os objetos afetados deveriam integrar o projeto de internet via satélite Starlink. Trata-se da proposta de Musk para fornecer internet de alta velocidade usando milhares de satélites em órbita.

O sistema é relativamente caro, mas pode ser usado em locais onde as conexões com fio não podem. Um dos exemplos é Tonga, onde um terremoto em janeiro cortou o cabo de dados submarinos da ilha. Uma estação Starlink está sendo construída nas proximidades de Fiji para ajudar a restaurar o acesso.

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu