Em Rondônia, pontes de madeira são substituídas por pontes de concreto; ações definitivas que fazem parte do planejamento de Governo


Em Rondônia, obras estão sendo entregues à população, como a ponte sobre o rio Jamari em Ariquemes

Porto Velho, RO - Desde 2019 o Governo de Rondônia, trabalha para eliminar as pontes antigas, feitas de madeira, por pontes de aço e concreto. Obras que estavam paralisadas, foram retomadas e entregues para a população. É o caso da ponte de concreto sobre o rio Jamari, localizada na BR-421, em Ariquemes.

A ponte que possui 120 metros de extensão e dez metros de largura em pista dupla, onde foi realizado um investimento de quase R$ 5 milhões do Governo Federal e estava pronta desde novembro de 2018. Porém, o projeto não previa as cabeceiras sendo preciso uma força-tarefa do Departamento Estadual de Estradas de Rodagem e Transportes (DER), para concluir e entregar a ponte à população.

A nova ponte sobre o rio Urupá, na rodovia 135, em Ji-Paraná com 150 metros de extensão, com investimento de mais de R$ 6 milhões, foi entregue pelo governador Marcos Rocha, no dia 17 de novembro de 2020 e substituiu a antiga ponte de mão única. Essa é mais uma ponte de 2017, que não foi beneficiada no projeto inicial com a construção das cabeceiras, mais uma vez os servidores do DER uniram forças e entregaram a ponte completa.

Com investimento de quase R$ 3 milhões, o rio Barão de Melgaço na Linha 45, entre a BR-364 e a rodovia 482 em Pimenta Bueno, ganhou uma nova ponte em concreto armado de 80 metros de extensão.

Já na RO-420 (Estrada Parque/Linha eletrônica) no Km 47, entre a rodovia 460 e o rio Jacy Paraná, via considerada de grande importância para o desenvolvimento econômico das regiões de Buritis, Nova Dimensão, Nova Mamoré, Jacinópolis, e demais cidades do Vale do Jamari, o Governo de Rondônia entregou uma nova ponte de concreto pré-moldado com extensão de 100 metros e oito metros de largura.

“São mais de R$ 50 milhões já investidos em pontes definitivas. São ações que atende o anseio da população por obras de qualidade. Obras que eliminam custos com manutenções, garante segurança e traz o progresso alinhados à trafegabilidade de nossas rodovias”, disse o diretor-geral do DER, Elias Rezende.

PONTES MISTAS

O DER passou a adotar um projeto inovador no Estado, “pontes mistas em concreto e aço”, o qual possibilita a execução de uma obra de ponte em um prazo reduzido na ordem de 120 dias, custos compatíveis, elevada tecnologia e baixo impacto ambiental.

No município de Governador Jorge Teixeira, na RO-463 no quilômetro 18,40 a ponte sobre o rio Ubirajara apresentou problemas graves, trazendo risco à vida e trafegabilidade local, de imediato a diretoria do DER solicitou a substituição da mesma, medindo 25 metros de comprimento, por nove de largura, foi construída uma ponte de concreto armado e aço em tempo recorde no Estado.

O valor investido é de R$ 1.723.595,46 (um milhão, setecentos e vinte e três mil, quinhentos e noventa e cinco reais e quarenta e seis centavos).


Ademilson Teixeira disse que passou apuros com enchentes do rio Ararinha em Parecis

Neste novo modelo está prevista a entrega, ainda este ano, de mais algumas pontes. Sendo uma destas a ponte sobre o rio Ararinha, na Rodovia 495, antiga Linha 75, em Parecis com 30 metros de extensão por nove metros de largura e passarela segura na lateral para os pedestres com investimento de quase R$ 3 milhões.

A ponte está em fase de conclusão com a equipe do DER executando o aterro das cabeceiras e removendo a antiga estrutura de madeira.

Para o produtor rural, Ademilson Teixeira, a ponte é um benefício para toda a população que utiliza a RO-495. “Graças a Deus, agora inaugurada ficará melhor para todos. Já passamos muito apuro com os alagamentos. Agradeço de coração por ajudar a gente aqui”, afirmou.

Sempre preocupado com a segurança dos usuários das rodovias, o Governo de Rondônia tem monitorado também pontes antigas de concreto, que tem apresentando problemas na estrutura. É o caso da ponte sobre o rio Canário, na rodovia 391, no quilômetro 16, entre a BR-364 e o município de Chupinguaia, que apresentou problemas de avaria integral do pilar central, implicando risco potencial de desabamento e acidente. Já em etapa de conclusão a nova ponte de concreto e aço medido 36 metros de comprimento e 8,50 metros e largura, trará segurança aos usuários da rodovia 391.

Na Rodovia 387, conhecida como Estrada do Pacarana, que interliga o município de Espigão do Oeste ao distrito Boa Vista do Pacarana, a ponte de madeira sobre o rio Ribeirão Grande, no quilômetro 55 está com os dias contados, pois será substituída por uma nova ponte de concreto armado e aço de nove metros de largura, mão dupla com 50 metros de extensão, orçada no valor de R$ 7.216.196,21 (sete milhões, duzentos e dezesseis mil, cento e noventa e seis reais e vinte e um centavos).

NOVAS PONTES DE CONCRETO


Desde 2019 o Governo de Rondônia, trabalha para eliminar pontes antigas, feitas de madeira, por pontes de aço e concreto

Trazer o progresso com obras definitivas é a missão do Governo de Rondônia. Desta forma a equipe técnica do DER trabalha para dar celeridade nos projetos e licitações para que mais pontes sejam entregues. Por isso, mais 20 pontes, estão sendo projetadas para receberem a ordem de início dos serviços de construção em 2022.

Uma dessas pontes será sobre o rio Jamari na RO-459, entre a BR-364 e Alto Paraíso, no quilômetro 0,6. A nova estrutura terá 130 metros de extensão e o valor de investimento é de R$ 8.349.982,68 (oito milhões, trezentos e quarenta e nove mil, novecentos e oitenta e dois reais e sessenta e oito centavos).

Na rodovia 133, entre Machadinho d’Oeste e Cujubim, a nova ponte de concreto sobre o rio Belém, terá uma extensão de 65,8 metros de comprimento, com um investimento de quase R$ 5 milhões.

Mais R$ 11 milhões serão investidos na construção de quatro pontes na rodovia 257 sobre o rio Anta em Ariquemes com 40 metros de comprimento e nos rios Azul (30 metros de comprimento), Vermelho e Onça em Machadinho d’Oeste ambas com 40 metros de comprimento.

“Trabalhamos para atender a população em soluções definitivas. Pontes de madeira, geram custos altos de manutenções constantes para o cofre público. Essas estruturas arcaicas de madeira, precisam ser substituídas por novas e modernas estruturas, que tragam segurança e trafegabilidade para quem utiliza no escoamento da produção do nosso Estado”, comentou o governador Marcos Rocha.

PROJETOS EM ANDAMENTO – PONTES MISTAS

Linha 78 SUL em São Miguel do Guaporé, sobre o rio São Joaquim ponte de 30 metros de comprimento entre BR-429 e Linha 78 Sul.

Rodovia 466 em Jaru, sobre o rio São João, ponte de 30 metros entre BR-364 e RO-133.

Rodovia 466 em Jaru, sobre o rio Serra Verde ponte de 35 metros entre BR-364 e RO-133.

Em Cujubim na rodovia 205, ponte de 25 metros sobre o rio Cujubim entre Cujubim e Machadinho d’Oeste.
Rodovia 205 em Machadinho do Oeste, ponte de 30 metros sobre o rio Preto entre MT-206 (DIVISA RO/MT) e Machadinho do Oeste.

Quatro pontes na rodovia 491 (linha 45) entre Santa Luzia d’Oeste e São Felipe d’Oeste. Sendo duas no Córrego Bamburro com 25 metros de extensão cada, uma no córrego “Corgão” e uma no rio Rolim De Moura, ambas com 20 metros de comprimento.

Linha 85 em Vilhena, ponte sobre o rio Barão do Melgaço com 4º metros de extensão entre BR-364 e Roosevelt.

Rodovia 464 (Linha 603), em Theobroma, ponte sobre o rio Três Pontes com 25 metros de extensão, entre Theobroma e RO-257.

Rodovia 480 em Ji-Paraná, ponte sobre o rio Leitão com 40 metros entre RO476 e RO-477.

Rodovia 490 em Alto Alegre dos Parecis, ponte sobre o rio Colorado com 30 metros de extensão, entre Alto Alegre dos Parecis e Flor da Serra.

Rodovia 140 em Cacaulândia, ponte sobre o rio Pardo com 40 metros de extensão, entre Cacaulândia e Colina Verde.

Texto: Ricardo Barros
Fotos: Daiane Mendonça, Valdecy Santos e Gustavo Barbosa
Secom - Governo de Rondônia


Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu