Sejus aumenta oferta de atividades voltadas para ressocialização em unidades do Estado

Foram 554 reeducandos formados em 22 cursos ofertados pelo Governo do Estado

Porto Velho, RO - Com foco no aumento da quantidade de cursos de ressocialização social ofertados em Rondônia, no ano de 2021, a Secretaria de Estado da Justiça (Sejus) buscou a capacitação dos reeducandos por meio do trabalho e educação.

Os cursos oferecidos por meio da Gerência de Reinserção Social (Geres), refletiram positivamente dentro das unidades prisionais. Todas as adequações para não interromper as atividades, e para que elas acontecessem em condições seguras em meio à pandemia, confirmaram o compromisso do Governo de Rondônia em manter uma sociedade segura, diminuindo a reincidência criminal através da ressocialização.

Rondônia alcançou o número de 1.757 reeducandos matriculados em atividades escolares. Através das aulas ofertadas dentro as unidades e esforço dos internos, 26 foram aprovados na Universidade Federal de Rondônia (Unir). O processo seletivo da Unir ocorre por meio do Exame Nacional do Ensino Médio para Pessoas Privadas de Liberdade (Enem PPL), que em 2021 obteve 734 inscritos.

A Sejus ofertou também diversos cursos profissionalizantes, que são fundamentais para que os reeducandos possam ser reinseridos no mercado de trabalho em seu pós-cumprimento de pena. Foram 22 cursos ofertados, totalizando 554 alunos formados.

O estado ainda terminou o ano com 10 cursos em andamento, totalizando o número de 200 alunos estudando. Até o momento a secretaria já possui 364 cursos já contratados para o ano de 2022.

REEDUCANDOS INSERIDOS EM ATIVIDADES DE TRABALHO INTERNA OU EXTERNA

No âmbito do trabalho, no ano de 2021, 3.949 reeducandos foram inseridos em atividades de trabalho interna ou externa, o que representa 44,75% da população carcerária do Estado (excluindo o regime aberto). Mesmo com as restrições devido ao enfrentamento a pandemia, a secretaria conseguiu elevar esse número, um crescimento de 19,32% em relação a 2020. Os dados são do Núcleo de Informações Penitenciárias da Sejus.

Rondônia conseguiu alcançar o 2º lugar a nível nacional no percentual de Pessoas Privadas de Liberdade inseridas em atividades de trabalho no primeiro semestre de 2021.

Segundo o último levantamento de Informações Penitenciárias do Departamento Penitenciário Nacional (Depen), o sistema prisional de Rondônia conseguiu alcançar o 2º lugar a nível nacional no percentual de Pessoas Privadas de Liberdade (PPLs) inseridas em atividades de trabalho no primeiro semestre de 2021.

O secretário de Estado da Justiça, Marcus Rito, ressaltou a preocupação do Governo do Estado, com a ressocialização dentro das unidades prisionais do Estado. “Esta gestão tem se preocupado em aumentar o número de pessoas privadas de liberdade trabalhando para contribuir com a reinserção social.

Ter no âmbito do Estado uma efetiva reinserção social é contribuir para a Segurança Pública diminuindo a reincidência criminal e tornando as pessoas em cumprimento de pena cada vez mais produtivas para a sociedade. E é neste sentido que a Secretaria de Justiça trabalhará cada vez mais para melhorar o percentual de pessoas em cumprimento de pena, trabalhando, ” concluiu Rito.

Texto: Taiana Mendonça
Fotos: Taiana Mendonça, Frank Néry e Elias Rodrigues
Secom - Governo de Rondônia

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu