Carnaval em Porto Velho não será feriado, apenas ponto facultativo

Quarta-feira de cinzas e demais dias de comemoração foram decretados como dias úteis. Festividades de carnaval foram suspensas na capital devido novo surto de casos de Covid e Influenza.

Porto Velho, RO - 
O novo surto de Covid-19 em Rondônia frustrou os planos de quem pensou em descansar ou cair na folia no carnaval de 2022 em Porto Velho. Isso porque a prefeitura descartou os feriados do período e manteve apenas o dia 1º de março como ponto facultativo.

Pelo segundo ano seguido, a prefeitura de Porto Velho decidiu não realizar festividades de carnaval, tanto de eventos públicos, como os blocos de ruas, quanto das festas privadas. De acordo com a administração municipal, o motivo do cancelamento é o aumento expressivo no número de novos casos de Covid-19 e o surto de influenza.

Com a folia cancelada, a prefeitura decidiu descartar os feriados de carnaval e deixou somente o dia 1º de março (terça-feira de Carnaval) como ponto facultativo, tendo em vista que a decisão do período ser feriado ou não deve ser previsto em lei estadual ou municipal.

Sendo assim, no ponto facultativo, alguns serviços da prefeitura estarão suspensos e outros devem organizar turnos para revezamento dos trabalhos, de forma que suas ações não sejam interrompidas. São eles:

Secretaria Municipal de Serviços Básicos (Semusb), responsáveis pela limpeza pública;
Secretaria Municipal de Obras e Pavimentação (Semob), que realiza drenagem, asfalto e tapa-buracos;
Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento (Semagric), que executa serviços de inspeção animal; e Secretaria Municipal de Trânsito, Mobilidade e Transportes (Semtran), que faz a fiscalização e segurança no trânsito.

Carnaval de rua

Antes mesmo da prefeitura suspender o carnaval de rua em Porto Velho, a Federação das Escolas de Samba da capital cancelou os desfiles em 2022. A decisão foi tomada em conjunto com as sete escolas de samba da cidade, devido ao aumento de Covid e em respeito as famílias enlutadas.

Entre as diretorias que cancelaram o desfile, a Banda do Vai Quem Quer, considerada o maior bloco de carnaval de Rondônia e que ocorre tradicionalmente há mais de 40 anos, irá preparar uma live para celebrar o sábado de carnaval (26 de fevereiro), dia em que tradicionalmente aconteceria o desfile.

Infectologistas afirmam que não há como restringir a aproximação e contato físico, especialmente em festas com grande aglomerações, o que facilita a propagação do vírus.

Fonte: G1/RO

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu