Prefeitura de Porto Velho cancela carnaval de rua 2022 por conta do aumento de casos de Covid-19 e o surto de influenza


Segundo o decreto, fica proibida a realização de eventos públicos ou privados, sejam eles em espaço aberto ou fechado.

Porto Velho, RO - 
A prefeitura de Porto Velho cancelou a realização das festividades do Carnaval de 2022. De acordo com a administração municipal, o motivo do cancelamento é o aumento expressivo no número de novos casos de Covid-19 e o surto de influenza.

Segundo o decreto, fica proibida a realização de eventos públicos ou privados, sejam eles em espaço aberto ou fechado, tais como:
  • Bailes de carnaval;
  • Blocos e Agremiações;
  • Carnavais de rua;
  • Festas em repúblicas;
  • Festas em sítios e eventos privados de qualquer espécie.
O decreto ainda aponta que bares, restaurantes e boates podem funcionar, desde que adotem os protocolos e as medidas sanitárias, como distanciamento e o uso de máscara.

Segundo a Prefeitura, o Departamento de Vigilância Sanitária (DVS) e a Defesa Civil Municipal devem fazer a fiscalização da cidade no período do carnaval. Em caso de descumprimento, haverá aplicação de penalidades.

Banda do Vai Quem Quer



Banda do Vai Quem Quer celebra 40 anos em Porto Velho — Foto: Ana Kézia Gomes/G1

Em novembro de 2021, a diretoria da Banda do Vai Quem Quer informou o cancelamento do desfile no carnaval de 2022. Em nota à imprensa, a presidente Siça Andrade explicou que por mais que seja tradição em mais de 40 anos, o bloco não vai desfilar em respeito a todas as famílias vítimas da Covid-19.

Esse será o segundo ano consecutivo que o evento não ocorrerá em Porto Velho.

A banda diz que deve preparar uma live para celebrar o sábado de carnaval, dia em que tradicionalmente aconteceria o desfile. Em 2022 a data deve cair em 26 de fevereiro.

Números da pandemia


Cemitério Santo Antônio em Porto Velho — Foto: Leandro Morais/Prefeitura de Porto Velho

Desde o começo da pandemia, a prefeitura aponta que Porto Velho já registrou:

88.821 casos
2.530 óbitos

Fonte: G1/RO

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu