População invade lixão para desenterrar frango impróprio para o consumo

População invade lixão de Humaitá para desenterrar frango impróprio para o consumo 

Porto Velho, RO - Mais de 5 toneladas de frango foram apreendidas, na noite de segunda-feira (10), em Humaitá (a 590 quilômetros de Manaus), por fiscais da Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Estado do Amazonas (Adaf). O material estava sendo transportado sem nota fiscal e refrigeração, com grave risco à saúde.

De acordo com a coordenadora da Unidade Local de Sanidade Animal e Vegetal (Ulsav) de Humaitá, Nislene Molina, a carga havia saído de Rondônia e tinha como destino o município amazonense de Canutama, a 638 quilômetros de Manaus.

“Os fiscais da Barreira de Vigilância Agropecuária abordaram o caminhão-baú e constataram que o veículo transportava 5.080 quilos de frango sem refrigeração e sem nota fiscal. O material foi apreendido para posterior destruição, visto que o produto estava impróprio para consumo”, detalhou.

A carga foi levada à lixeira municipal, e o descarte teve apoio do maquinário da Prefeitura de Humaitá. O transportador foi autuado, sendo aplicada uma multa de R$ 300.

A Adaf alerta que qualquer produto de origem animal que esteja fora da temperatura de armazenamento tem alto risco de causar infecção alimentar, com dores e desconfortos abdominais, náuseas, vômitos, diarreia e febre, entre outros sintomas.

Por isso, é importante também que a população, ao saber de irregularidades na produção, transporte e armazenamento de produtos de origem animal, denuncie o fato pelo AdafOuv, no (92) 99380-9174 (ligação e WhatsApp).

INVADIRAM O LIXÃO


Com a notícia da apreensão da carga, uma grande número de pessoas invadiram o lixão municipal e desenterraram os frangos e levaram para consumo. A secretaria municipal de saúde do município, informa que está de plantão no hospital municipal para um possível surto de infecção intestinal.


Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu