ENERGISA - Tarifa de energia em Rondônia é a quinta menor do país

Em reunião pública, diretores da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) destacam esforço para levar energia com qualidade e preço justo para a população de Rondônia

Porto Velho, RO - A reunião pública da Agência Nacional de Energia Elétrica que ratificou a nova tarifa de energia de Rondônia derrubou o mito de que Rondônia tem uma das menores tarifas de energia do país. A nova tarifa, aprovada na terça-feira (7) é a quinta menor do país. Nos últimos 10 anos, enquanto os índices de preços IGPM e IPCA acumularam altas de 133% e 79,7% respectivamente, a tarifa residencial subiu 40%.

Para o diretor da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Efrain Cruz, a mudança na trajetória da tarifa vem acontecendo desde 2018. Segundo ele, por uma série de medidas na esfera regulatória, foi possível que a tarifa de energia, que até aquele ano acumulava alta acima da inflação (ver gráfico acima), passasse a ser reajustada sempre abaixo da inflação.

“Hoje, Rondônia tem a quinta tarifa mais barata do Brasil. Não figura mais entre as tarifas mais caras do país. O estado é um exemplo do reflexo positivo do que fizemos no ambiente tarifário”, disse.

Em seu voto, o diretor da Aneel destacou visita recente à Energisa em Rondônia. Na ocasião, foi informado dos avanços do Plano de Investimentos de R$ 1,7 bilhão da distribuidora no estado e participou da entrega de uma geladeira do Programa de Eficiência Energética (PEE) para o cliente de número 100 mil da Tarifa Social no estado de Rondônia.

“Devemos fazer justiça quando a concessionária cumpre seu papel em distribuir energia com qualidade e preço justo”, completou.

Cruz não foi o único diretor a mencionar as ações da Energisa na reunião. O diretor Helvio Guerra destacou iniciativas de ampliação do acesso à energia, como o Ilumina Pantanal. “Há um claro esforço, não apenas em Rondônia, mas também no Acre, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, para levar energia para comunidades que nunca tiveram acesso”, afirmou.

Para Cruz, a agência deve evoluir em indicadores de desempenho das concessionárias que reflitam o impacto social das empresas nos territórios em que atuam. Como exemplo, ele citou a escolha da Energisa como a segunda melhor empresa para se trabalhar na Região Norte pelo Instituto GPTW, divulgada na segunda-feira (6).

Após a reunião da Aneel, que acompanhou via internet, o diretor presidente da Energisa em Rondônia, André Theobald, falou sobre o esforço da agência e da empresa para dar transparência a todas as iniciativas no setor elétrico. Segundo ele, a empresa faz um grande esforço para transformar a infraestrutura elétrica de Rondônia e para dar acesso à energia limpa e de qualidade para a população.

“O reconhecimento dos diretores da Aneel e conquistas como a anunciada pelo GPTW mostram que estamos no caminho certo ao procurar traduzir o impacto de grandes investimentos como a construção de linhões e subestações para a população”, afirmou.

“Para a Fabiana, de Costa Marques, o que importa é a geração de emprego e renda e a ampliação de programas sociais para quem precisa de verdade”, completou Theobald, citando a cliente do município na BR-429 que gravou depoimento para a campanha publicitária da Energisa.


Fonte: G1 Rondônia

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu