Central de Logística Reversa para reciclagem de eletroeletrônicos e eletrodomésticos é inaugurada em Porto Velho

  



Central vai funcionar na sede da Associação de Catadores de Recicláveis, em Porto Velho

Como forma de diminuir a quantidade de lixos eletrônicos descartados irregularmente em Porto Velho, o Governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Ambiental (Sedam) inaugurou, a primeira Central de Logística Reversa para reciclagem de eletroeletrônicos e eletrodomésticos do Estado. A ação desenvolvida em parceria o Ministério do Meio Ambiente (MMA) junto à Associação Brasileira de Reciclagem de Eletroeletrônicos e Eletrodomésticos (Abraee) visa o descarte correto desse tipo de material.

Para celebrar a parceria, houve a inauguração da Cooperativa de Materiais Recicláveis (Catanorte), que será um ponto de recebimento. O evento contou com a participação do secretário de Qualidade Ambiental do Ministério do Meio Ambiente, André França, e da gerente executiva da Abraee, Mara Ballam.

O Centro de Logística Reversa consiste no reaproveitamento de componentes eletrônicos. Após o descarte do lixo, o material recebido, vai passar por uma triagem onde são selecionadas as peças que ainda podem ser reutilizadas. Em seguida, retornam à indústria para serem transformados em novos aparelhos. Aquilo que não puder ser reciclado é descartado da forma correta.


Finalidade da central é dar destinação final correta de 100% dos produtos eletroeletrônicos e eletrodomésticos descartados na Capital

Em Porto Velho, o descarte também poderá ser feito diretamente na Cooperativa de Materiais Recicláveis (Catanorte) e até mesmo por coleta seletiva.

A finalidade da central é dar a destinação final ambientalmente correta de 100% dos produtos eletroeletrônicos e eletrodomésticos na Capital.

O secretário André França enfatizou a importância da parceira entre associações, prefeitura e o Governo do Estado, para o sucesso da política pública ambiental, principalmente quando o foco é a sustentabilidade.

“Buscamos um diálogo para ver o que pode ser melhorado, a fim de tentar diminuir a quantidade de lixo descartado incorretamente. E vimos aqui, uma parceria com a associação de catadores, junto com a Abraee e a Sedam para criarmos o primeiro Centro de Logística de reciclagem de eletroeletrônicos, que vai ter a primeira destinação adequada. Queremos fazer de Porto Velho uma cidade ecologicamente correta” enfatizou França.

O projeto da Central de Reciclagem de eletrônicos faz parte do Programa Lixão Zero, lançado em 2019 pelo MMA. Inserido no âmbito da Agenda Nacional de Qualidade Ambiental Urbana, o programa busca auxiliar os estados e municípios na gestão dos resíduos sólidos urbanos. Entre as metas a serem alcançadas, estão a descontaminação de lixões, além da promoção de ações educativas para a sociedade sobre preservação do meio ambiente e ainda gerar oportunidades de emprego e renda na região.


Secretário de Qualidade Ambiental assinou Termo de Cooperação

A assinatura do Termo de Cooperação viabilizará a destinação correta desses materiais descartados na cidade. De acordo com o secretário da Sedam, Marcílio Leite, esse passo importante do Governo de Rondônia, vai abrir espaço para mais ações de preservação do meio ambiente.

“Nossa intenção é ampliar estas ações do Lixão Zero, pois uma destinação correta evitará a contaminação do solo, do lençol freático e de doenças, principalmente as relacionadas ao câncer. Vamos avançar ainda mais, estamos em tratativas com o Ministério do Meio Ambiente para que, da mesma forma que faremos na Capital, possamos fazer nos demais municípios rondonienses.

LOGÍSTICA REVERSA

A logística reversa é uma área da logística que trata do fluxo dos materiais eletrônicos, desde o ponto de criação nas empresas de produção até o destino final, que após o consumo, podem ser descartados em um ambiente correto. Definida na Política Nacional dos Resíduos Sólidos (Lei 12.305/2010) como “instrumento de desenvolvimento econômico e social caracterizado por um conjunto de ações, procedimentos e meios destinados a viabilizar a coleta e a restituição dos resíduos sólidos ao setor empresarial, para reaproveitamento, em seu ciclo ou em outros ciclos produtivos, ou outra destinação final ambientalmente adequada.”

Segundo a gerente da Abraee, Mara Ballam, muitos eletroeletrônicos e eletrodomésticos têm como destinação final rios, igarapés e locais abertos, e devido ao potencial tóxico dos componentes, o lixo não pode ser descartado diretamente no meio ambiente ou em aterros sanitários, por isto a necessidade de um local para esta despoluição.

“A inauguração dessa Central de Logística Reversa é um marco para o Estado de Rondônia, pois vai trazer à população mais de limpeza, conscientização, e sustentabilidade, que por meio das coletas agendados possibilita a eficiência da logística reversa”, enfatizou.

Estiveram presente na inauguração o secretário municipal de serviços básicos (Semusb), Emanuel Schott; a coordenadora de Educação Ambiental da Sedam, Maricélia Cantanhêde, entre outras autoridades e parceiros.


Fonte
Texto: Jaqueline Damaceno
Fotos: Milton Castelo
Secom - Governo de Rondônia

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu