Agricultores familiares da região Norte receberam R$ 480 milhões do Basa

Estes valores foram computados no período de janeiro até a primeira quinzena de dezembro de 2021

Porto Velho, RO - Mais de R$ 480 milhões foi o valor destinado para mais de 12 mil agricultores familiares da região Norte, beneficiários do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) por meio do Banco da Amazônia (Basa).

Somente por meio do aplicativo Basa Digital, foram aplicados R$ 49 milhões. O repasse dos recursos foi feito pelo Banco da Amazônia no período de janeiro até a metade de dezembro de 2021 e contou com a parceria de empresas de Assistências Técnicas da região.

A expectativa é aumentar as contratações a partir da realização de ações junto aos produtores rurais dos municípios distantes da capital. No último dia 22, os produtores rurais do município de Candeias do Jamari-RO receberam informações sobre acesso aos créditos do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), especificamente Pronaf B.

A iniciativa foi promovida pelo Banco da Amazônia, pelo Governo de Rondônia, através da Secretaria de Agricultura (SEAGRI), entidade autárquica de assistência técnica e extensão rural do estado de Rondônia (EMATER) e prefeitura do município. A ação foi realizada na residência do produtor rural, Adelmo Lima Leite.

Durante a reunião, os microprodutores rurais tiraram dúvidas sobre a linha Pronaf B e conheceram sobre o Basa Digital, plataforma criada pelo Basa para alcançar o maior número de produtores e agilizar a concessão de crédito, uma solução composta por aplicativo e portal web.

De acordo com o superintendente Diego Campos, o Basa Digital traz agilidade ao produtor, desde a origem do cadastro até a emissão de cédula para liberação dos valores financiados. “Assim, reduz o tempo de contratação de meses para estimados dois dias e utilizando a interferência mínima das agências. Tudo isso para aproximar o Banco do produtor rural”, ressaltou Diego.

O produtor rural Ilson Monteiro da Silva, morador do município de Rolim de Moura, foi um dos beneficiados com o Pronaf B pelo aplicativo Basa Digital. Ele informa que com o crédito recebido, ele pôde ampliar as pastagens dele, o gado e as cercas. Ilson ressalta o bom relacionamento com o Banco. “É uma parceria que tem se estendido por anos e o crescimento que tem sido constante”, comentou.

O gerente executivo de Pessoas Físicas (GERPF), Luiz Lourenço, explica que o Banco, ao disponibilizar o crédito de forma digital desde o ano passado, teve como foco o pequeno agricultor familiar por isso colocou em produção linhas de ciclo curto e mais acessíveis como o Pronaf B e Custeio (agrícola e pecuário).

“Por meio da ação FNO itinerante, apresentamos estas linhas aos produtores e tornamos mais fácil o acesso ao crédito. “Hoje o produtor consegue entrar no Banco por meio do aplicativo. Desde o cadastro até o recebimento do dinheiro na conta leva menos de uma semana. Antes esse processo levava até 90 dias”, comentou.

Luiz Lourenço alerta que o modelo tradicional de análises de crédito não será abandonado. “Há alguns casos dentro do Pronaf que precisam passar pela análise criteriosa da nossa Central de Créditos, devido a situações específicas que não podem rodar em ferramenta automatizada”, explicou. O gestor revelou ainda que a área de produtos do Banco está trabalhando para criar meios do produtor assinar de forma digital. “Dessa maneira, não será necessário mais que ele precise ir até à agência”, garantiu.

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu