DER executa 60 quilômetros de asfalto na RO-460, no acesso ao município de Buritis


Trabalhadores do DER executam 60 quilômetros de asfalto na RO-460

O Governo de Rondônia está em constante atuação nos mais de 6 mil quilômetros de estradas pavimentadas e não pavimentadas sob a responsabilidade do Departamento Estadual de Estradas Rodagem e Transportes (DER). São, aproximadamente, 1,5 mil quilômetros compostos por revestimento asfáltico e o restante primária, ou seja sem asfalto.

A atuação do Departamento inclui também diversas pontes, cerca de 162 de madeira, que passam por vistorias constantes e trocas, quando necessário. Pontes em estradas importantes já foram substituídas e entregues para a população trafegar com segurança, como a ponte do Rio Jaci Paraná, Chupinguaia, Rio Ubirajara, Parecis, entre outras que estão em manutenção e construção.

Desde o início de 2021, os serviços de produção e aplicação da massa asfáltica, incluído a manutenção de estradas, recapeamento e pavimentação asfáltica são executados a todo vapor, com qualidade e técnica, sob o comando da Coordenadoria de Usinas de Asfalto (Cousa) que atende as 14 Residências Regionais do DER.

Atualmente o DER está com 42 frentes de serviços em diversas estradas importantes para a trafegabilidade e escoamento da produção do estado. “Percorremos semanalmente todas as rodovias, vistoriando, identificando pontos que possam dificultar o tráfego e, imediatamente, enviamos nossas equipes para solucionar o problema. Estamos com obras em diversas estradas como na Rodovia 460, sendo executada pela equipe da Usina de Asfalto de Ariquemes”, ressaltou Elias Rezende, diretor-geral do DER.

De acordo com o gerente da Usina de Asfalto de Ariquemes, Emerson da Silva, estão sendo executados 60 quilômetros de reabilitação asfáltica na RO-460, que dá acesso ao município de Buritis, seguindo até a BR-421.

“Primeiro fizemos a reconstituição da base, sub-base, sub-leitos. Agora, entramos com a reconstituição do pavimento asfáltico em 60 quilômetros de rodovia. Esta é uma estrada importante e precisa estar em boas condições trafegabilidade, pois é saída para outras localidades, chegando também até Guajará-Mirim, sem contar com o agronegócio, plantação de soja, piscicultura e pecuária”, destacou o gerente da Usina de Ariquemes

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu