CoronaVac: Anvisa e Butantan discutem vacinação de crianças


O instituto apresentou dados sobre os estudos que estão sendo conduzidos na China para o uso da vacina em menores de 17 anos

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) se reuniu nesta sexta-feira (5) com representantes do Instituto Butantan para discutir a liberação da CoronaVac para crianças e adolescentes. No Brasil, a vacina anti-Covid tem autorização de uso emergencial para ser aplicada na população com mais de 18 anos.

Segundo a agência, o instituto apresentou dados sobre os estudos que estão sendo conduzidos na China para o uso da vacina em menores de 17 anos, mas não apresentou novo pedido para inclusão de menores de idade nas indicações de uso do imunizante. Em agosto, a Anvisa negou o pedido feito pelo Butantan por insuficiência dos dados apresentados.


“É fundamental que os estudos realizados na China indiquem claramente uma relação favorável para o uso da vacina, especialmente nas crianças situadas na faixa de 3 a 12 anos de idade”, disse a agência por meio de nota.

Além disso, a Anvisa também cobrou ao Butantan a apresentação dos resultados completos de imunogenicidade e duração da proteção da CoronaVac para que possam ser avaliadas novas indicações de faixa etária.

Uma nova reunião entre a agência e o instituto deve ocorrer na próxima semana para dar seguimento à discussão sobre os dados e requisitos técnicos.


Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu