Pedreiro que matou o próprio irmão a facada e escondeu corpo em fossa é condenado a mais de 7 anos de prissão

 



O pedreiro [E. L. da S. P.], de 43 anos, foi julgado hoje em Vilhena e condenado a mais de 7 anos de prisão por homicídio e ocultação de cadáver. Em 2019, [E. L.], como o construtor é conhecido, assassinou o próprio irmão e depois atirou o corpo em uma fossa.

A vítima, [E. D. da S. P.] tinha 36 anos e trabalhava em uma fazenda. Seu corpo foi encontrado dentro do buraco somente três dias após o crime. Segundo a perícia, um único ferimento foi encontrado, no peito do lado esquerdo.

Preso alguns dias após o descobrimento do corpo, o pedreiro confessou o assassinato do próprio irmão e revelou à polícia aonde estava a arma do crime.

Os jurados entenderam haver provas cabais da autoria, tanto para o crime de homicídio quanto para o de ocultação de cadáver. [E. L.], que já está preso desde a época dos fatos, foi condenado hoje a 7 anos, 8 meses e 12 dias de prisão.


Foto: Reprodução/Folha do Sul Online

Fonte: Folha do Sul Online

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu