FRATRICÍDIO - Chamou o Irmão de ´Corno` e Levou um tiro na Cabeça

      Acusado de matar o próprio irmão será julgado no próximo mêsBugão confessou que matou o irmão com um tiro na cabeça por ter sido chamado de corno


A Vara Única de São Francisco do Guaporé marcou para o dia 25 de novembro próximo, o julgamento de Celestrino Gomes de Souza, conhecido por “Bugão”, acusado de assassinato do próprio irmão José Pinheiro de Souza, após uma discussão, em um sítio na zona rural da cidade (Linha 07, kM 25), ocorrido na tarde do dia 10 de maio de 2020.

Segundo a Polícia, no dia do crime, os dois estavam ingerindo bebida alcoolica, na casa da vítima, e de outros irmãos (um deles deficiente). Os dois discutiram e entraram em luta corporal porque a vítima chamou “Bugão” de corno. A confusão cessou, tendo Bugão entrado na casa, se armado, e voltando para atirar contra a cabeça da vítima, que morreu na hora.

Após o crime, o acusado fugiu do local com alguns pertences, junto com a esposa e a filha. Tudo foi presenciado pelo terceiro irmão, Joarez, que é uma das testemunhas do fratricídio. A Polícia foi acionada e encontrou no local uma espingarda calibre .28, 10 munições deflagradas, 01 munição de metal deflagrada. Bugão se apresentou com advogado no dia seguinte na delegacia de São Francisco.

Ele será julgado pelo crime de homicídio qualificado (praticado por motivo fútil e que impossibilitou a defesa da vítima).



Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu