Vacinação na Escola Capitão Cláudio Manoel da Costa segue nesta sexta-feira


Grande quantidade de pessoas compareceu à Escola Estadual Capitão Cláudio Manoel da Costa, na zona Sul de Porto Velho, na tarde de quinta-feira (2), para ser imunizada contra a covid-19. Durante o atendimento, que aconteceu das 14h às 19h, jovens a partir de 12 anos, cadastrados no aplicativo SASI, receberam a primeira dose. Os demais, vacinados há mais de 60 dias, com AstraZeneca ou Pfizer, completaram a vacinação com a segunda dose.

A coordenadora do ponto de vacinação, Raimunda Franklin Lopes, disse que a equipe estava preparada e até reforçada. “Temos toda a coordenação da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) e parceria da Federação do Comércio (Fecomércio), Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) e Serviço Social do Comércio (Sesc). Nosso objetivo é vacinar o maior número possível de pessoas”, afirmou, acrescentando que foram disponibilizadas 2,5 mil doses para o 1º dia de trabalho.

Essa é mais uma ação do projeto Saúde Itinerante da Prefeitura de Porto Velho, com o objetivo de levar a vacina aos bairros, o mais próximo possível das pessoas, para que toda população do município, a partir de 12 anos, seja vacinada contra a covid-19 o quanto antes. Essa é a determinação do prefeito Hildon Chaves.

MAIS VACINA

Quem não conseguiu ser imunizado nesse primeiro dia, deve retornar nesta sexta-feira (3) à Escola Capitão Cláudio Manoel da Costa, no mesmo horário (das 14h às 19h) para se vacinar com a primeira ou segunda dose. “Qualquer pessoa a partir dos 12 anos, que por algum motivo ainda não foi imunizada, também deve nos procurar para receber a vacina”, declarou a coordenadora.

A Escola Estadual Capitão Cláudio Manoel da Costa fica na rua João Elias, nº 301, bairro Cidade do Lobo, região Sul de Porto Velho.

DEPOIMENTOS

Para o jovem Arthur Fernando de Lima, 19 anos, que somente agora conseguiu receber a primeira dose, a vacina é de grande importância, tendo em vista que o vírus vem afetando milhões de pessoas no Brasil e no mundo, com a perda de muitas vidas. “Se a gente não tomar a vacina, os mais prejudicados serão os idosos. Agora que tomei a primeira dose, me sinto mais seguro e mais protegido”, completou.

A dona de casa Lucilene Pedrosa da Conceição disse que sua maior preocupação é com a mãe, que tem 77 anos e já foi infectada pelo coronavírus. “Essa vacina significa mais segurança para minha mãe, mas também para os meus filhos e toda a minha família. Agora estou mais aliviada”, comentou.

OUTROS PONTOS

Nesta sexta-feira (3), a imunização também acontece no Porto Velho Shopping, das 10h às 19h, para primeira e segunda dose, e na Faculdade São Lucas, Campus II, das 9h às 16h, para a segunda dose.


Texto: Augusto Soares
Foto: Saul Ribeiro
Superintendência Municipal de Comunicação (SMC)

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu