Emater completa 50 anos de criação com mais de R$ 30 milhões investidos em reestruturação


Os 50 anos da Entidade Autárquica Estadual de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Rondônia (Emater) foi comemorado em uma celebração histórica realizada pelo Governo de Rondônia na manhã desta terça-feira (31), no Palácio Rio Madeira. Um novo capítulo dessa história que tem sido contada na atual gestão. São mais de R$ 30 milhões já destinados a melhorar os ambientes de trabalho, capacitar servidores e também ao fomento da Agricultura Familiar.

O governador de Rondônia, Marcos Rocha, parabenizou a todos da Emater pelos resultados alcançados na assistência aos homens e mulheres do campo, que têm contribuído para que o Estado seja referência no Brasil em diversas cadeias produtivas e anunciou que, assim como a economia feita em todo o Governo tem refletido em mais asfalto nos municípios por meio do “Tchau Poeira”, em melhorias de espaços de lazer através do Governo no Cidade e uma série de outras medidas, também será aplicada na valorização dos servidores da Emater.

“Será encaminhado um Projeto de Lei para a Assembleia Legislativa para implantar o auxílio alimentação para os servidores da Emater”, anunciou o governador. A notícia foi recebida com aplausos pelos servidores. Para o governador, é um reconhecimento do trabalho árduo de não deixar o agricultor sozinho e de ajudar cada família agrícola a transformar suas propriedades rurais em negócios que gerem emprego e renda, o que contribuiu para que Rondônia alcançasse o feito de ultrapassar R$ 19 bilhões em valor bruto da produção agrícola.

“A Emater valoriza homens e mulheres do campo, fortalece a Agricultura Familiar do Estado, gerando emprego e renda, e desenvolvendo sócio e economicamente centenas de famílias do campo. Parabéns Emater por chegar até aqui contribuindo com nosso povo rondoniense. O agro não parou nem com a pandemia, pelo contrário, o produtor continuou trabalhando para que o alimento continuasse chegando às nossas casas, com a participação ativa da Emater. Tendo como presidente, o Luciano [Brandão], e composta por técnicos empenhados na missão, a Emater tem feito um trabalho arrojado, digno e com bons frutos”, considera Marcos Rocha.

O vice-governador, José Jodan, também reforçou o trabalho essencial realizado pela Emater na prestação de assistência aos produtores rurais, reforçou que este é um trabalho que acompanhará mais de perto, e destacou a importância de cada técnico levar ao campo orientações personalizadas, de forma que as instruções feitas sejam conforme a aptidão de cada propriedade rural. “É assim que vamos dar condições para que os produtores levem uma vida boa, com entrada de recursos saudáveis, e consigam manter seus filhos nas propriedades”.

A primeira-dama do Estado e secretária de Assistência Social e Desenvolvimento (Seas), Luana Rocha, que realiza em parceria com a Emater assistência às gestantes do campo por meio do programa “Mamãe Cheguei”, também avaliou positivamente os reflexos do trabalho da Emater junto às famílias agrícolas. “Parabéns a Emater por essa atividade tão bonita que é levar ao campo conhecimento e tecnologia para que os produtores consigam desenvolver suas produções agrícolas”, disse Luana ao lembrar da importância da assistência da Emater aos pais, que eram agricultores.

A secretária ainda anunciou que em breve o resultado da parceria com a Emater será vista na primeira missão de entrega de kit de enxoval do Mamãe Cheguei para gestantes moradoras do distrito de Extrema.

O presidente da Emater, Luciano Brandão, pontuou os investimentos na reestruturação da Emater. “A Emater ajudou a desbravar Rondônia, um trabalho árduo que contribuiu para produtores crescerem junto com o Estado de Rondônia e para o desenvolvimento das cadeias produtivas. Hoje somos referência, por exemplo na cafeicultura, na pecuária, no cacau, na piscicultura. Agradeço ao Governo por ter entendido essa história e ter buscado a reestruturação da Emater. Desde 2019 para cá, foram mais de R$ 30 milhões investidos. Não houve nos últimos governos, quem investisse tanto assim”.

Luciano pontuou que na semana passada foram empenhados 98 veículos para Emater, e foram entregues no ano passado outros 87 veículos novos. Disse ainda que foram recuperadas as quatro usinas de nitrogênio. “E já temos no orçamento, com autorização do nosso governador, a reforma de 63 escritórios, a troca de toda mobília e de todos os computadores”.

O secretário de Estado da Agricultura (Seagri) e presidente do Conselho Deliberativo da Emater, Evandro Padovani, reforçou que o agro tem sido fortalecido em Rondônia. “O Governo tem dado uma atenção especial às secretarias envolvidas com o setor produtivo, e a gente fica muito feliz com os resultados, tivemos recorde no valor bruto da produção agrícola, há melhoria nas condições de trabalho, dinamismo, capacitações e tecnologia de ponta chegando no campo”, considera.

GRATIDÃO

A celebração dos 50 anos da Emater reuniu produtores rurais, servidores, secretários de estados, representantes de instituições parceiras e parlamentares. Um público diverso, mas um único sentimento: gratidão. A cerimônia transformou-se em uma grande festa com direito a participação da banda da Polícia Militar que cantou o Hino de Rondônia e também “Parabéns” a Emater.

Com o slogan: “Eu faço parte dessa história”, a abertura da celebração foi marcada pela apresentação de vídeos de agricultores de diversos municípios de Rondônia que relataram a gratidão pela assistência recebida. A Emater possui 85 unidades presentes em todos os municípios rondonienses.

Ela faz parte da história de muita gente e muita gente faz parte da história da Emater como o agricultor José Alves Pereira, 80 anos. Ele foi o primeiro agricultor assistido pela Emater em Rondônia. Natural do Ceará, chegou em Porto Velho em 1971. “Plantava desde feijão de praia a melão”, conta sorridente ao relembrar a época. Atualmente, ele reside em Ariquemes e os negócios rurais, concentrados na criação de gado, estão na responsabilidade do filho.

José revelou que ficou muito feliz de ter sido lembrado e convidado pela celebração dos 50 anos da Emater. “A Emater faz parte da minha família, eles sempre lembram de mim, e quando venho a Porto Velho visito eles. Fiz muitos amigos”, afirma. Se de um lado os produtores estão felizes, do outro, os servidores também carregam em suas trajetórias a satisfação de terem evoluído e ajudado no progresso do Estado.

A economista Lucimar Menezes contou a satisfação de ter a trajetória de vida marcada pela Emater. “Tenho uma vida extensa na Emater, comecei no setor administrativo, e a Emater me deu condições de estudar, fazer mestrado, passei a constituir família, criei meus filhos que estão todos formados, e me permitiu contribuir com o Estado. A Emater representa a minha vida, foi onde encontrei oportunidade”.

A solenidade ainda foi marcada por um momento de silêncio por todos os servidores da Emater que se foram na pandemia, acometidos pela covid-19. E houve a distribuição de mudas nativas ao público presente, sendo elas das espécies Biribá, Jaca, Andiroba, Ingá, Açaí, Jenipapo, Jenipapo Liso, Seringueira, Ingá Nativo, Ingá do Mato, Arapari; Buriti, Rambotam, Angelim Saia, Caja-Taperebá, Pitomba, Peito de Pombo.

Estiveram na cerimônia o líder do governo na Assembleia Legislativa, Luizinho Goebel, o deputado estadual, Chiquinho da Emater, que representou no dispositivo de autoridades todos os ex-presidentes da Emater, presentes na solenidade, o deputado estadual Adelino Follador, além dos representantes da associação e sindicato dos servidores da Emater.


Texto: Vanessa Moura
Fotos: Ésio Mendes
Secom - Governo de Rondônia

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu