CEBOLA: Oferta aumenta, e cotações recuam em setembro


Cebola/Cepea: Oferta aumenta e cotações recuam em setembro

Porto Velho, RO - As cotações de cebola têm recuado neste mês, frente ao anterior, nas regiões de Monte Alto (SP) e São José do Rio Pardo (SP), devido ao excesso de oferta do produto a nível Brasil.

Este cenário é reflexo da elevada disponibilidade de mercadoria nas regiões que estão em safra (São Paulo e Cerrado), em decorrência da alta produtividade e da maior área nesta temporada.

Além disso, outro fator que desvaloriza a cebola é a qualidade inferior, uma vez que o déficit hídrico e as altas temperaturas limitaram o desenvolvimento das plantas, deixando os bulbos com menor calibre – característica que dificulta as vendas e reduz o retorno ao produtor.

No Cerrado, nas regiões produtoras do Triângulo Mineiro (MG) e de Cristalina (GO), o mercado esfriou por conta da paralisação dos caminhoneiros, ocorrida em meados deste mês, a qual impactou a comercialização.

Já no Nordeste, nas regiões de Irecê (BA) e do Vale do São Francisco (BA/PE), o mercado segue no mesmo patamar: há baixa procura pelo bulbo nordestino e pouco volume de mercadoria.

Por fim, os produtores do Sul informaram ao Hortifruti/Cepea que a produção local está com ótimo desenvolvimento – registrando boa sanidade e produtividade dentro do esperado –, elevando suas expectativas quanto à safra 2021/2022, cuja colheita se inicia entre o final de outubro e o início de novembro.


Fonte: Cepea

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu