DER executa obras de alargamento da RO-135 para implantação da ciclovia, em Ji-Paraná



Projeto contempla alargamento da RO-135 para implantar a ciclovia unindo o bairro Urupá à ciclofaixa já em uso no anel viário

A pista de ciclovia na RO-135 em Ji-Paraná, que está sendo construída pelo Governo do Estado, por meio do Departamento de Estradas de Rodagem e Transportes (DER), terá aproximadamente três quilômetros de extensão entre a ponte sobre o rio Urupá, inaugurada pelo governador Marcos Rocha até a rotatória do Anel Viário; obra, que depois de mais de 20 anos foi finalizada pelo atual Governo.

A previsão do DER, é que as obras que começaram há mais de duas semanas sejam concluídas em no máximo 60 dias. O projeto que vai alargar a RO-135 e implantar a ciclovia unindo o bairro Urupá à ciclofaixa já em uso no anel viário foi um compromisso do chefe do Executivo Estadual, na inauguração da ponte sobre o rio Urupá, em novembro de 2020, com a finalidade de garantir mais segurança e evitar acidentes envolvendo ciclistas, que utilizam a rota.

“É uma felicidade vermos uma obra dessa, fruto de um compromisso que o governador Marcos Rocha fez quando inaugurou a ponte do rio Urupá, agora se tornando realidade com as obras em execução. Esse projeto vai trazer mais segurança, lazer e mobilidade a população”, detalhou o secretário regional executivo da Casa Civil, Everton Esteves.


previsão do DER, é que a obra seja concluídas em no máximo 60 dias

O trecho de aproximadamente três quilômetros contará com serviço de manilhamento, drenagem, terraplanagem, pavimentação e sinalização da via e da ciclovia. “Nós temos em Ji-Paraná uma nova realidade, não somente nesse trecho, mas na região, que dá acesso ao distrito de Nova Londrina e municípios no eixo da rodovia 429. Uma ponte com pista dupla, sinalizada com uma extensão de 150 metros e largura de 11,20 metros, num investimento à época em torno de R$ 6 milhões. além de oferecer corredor protegido, seguro, sinalizado e iluminado para que os usuários não disputem espaço com os demais veículos que utilizam a rodovia estadual”, explicou Everton Esteves

PONTE

A nova ponte sobre o rio Urupá foi concluída em 2017 em nível mais alto em relação à antiga. Porém as cabeceiras não haviam sido contempladas no projeto inicial. Diante desse cenário e da relevância da obra, uma força-tarefa foi executada pelo DER, com recursos próprios do Estado. O serviço foi realizado em tempo recorde se comparado a outras obras do gênero. Foram quatro meses para concluir e entregar a via.

O trabalho seguiu as exigências técnicas como aterramento, compactação de solo, obras de arte e de drenagens, instalação de defensas, mais o plantio de grama nas laterais dos 615 metros.


Ponte oferece corredor protegido, seguro, sinalizado e iluminado

SAIBA MAIS

Ciclovia: é um espaço segregado para o fluxo de bicicletas. Isso significa que há uma separação física isolando os ciclistas dos demais veículos. Essa separação pode ser por meio de mureta, meio fio, grade, blocos de concreto ou outro tipo de isolamento fixo. É indicada para vias de trânsito rápido e intenso.

Ciclofaixa: é quando há apenas uma faixa pintada no chão, sem separação física de qualquer tipo, inclusive de cones ou cavaletes. A ciclofaixa pode conter “olho de gato” ou os tachões do tipo “tartaruga”, como os que separam faixas de rolamento de avenidas. É indicada para vias onde o trânsito motorizado é menos veloz.


Fonte
Texto: Wilson Neves
Fotos: Wilson Neves e Paulo Sérgio
Secom - Governo de Rondônia

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu