<

Silvinho Santos fala sobre seu mais novo trabalho - A Remada Continua

 

Porto Velho, RO - O projeto “A Remada Continua” é uma produção autoral que vem mostrar outra faceta do artista Silvinho Santos. Ele que se auto intitula como compositor regionalista, tendo como presença constante no seu trabalho musical, a cultura e costumes locais, dessa vez abriu o leque das suas raízes e apresenta uma proposta mais popular.

Entretanto segundo o próprio Silvinho: “Não estou saindo de um estilo e entrando em outro, apenas diversificando a poesia das minhas composições. Não deixo de ter o Norte do Brasil, Rondônia e Amazônia como referência, porém nesse trabalho resolvi mostrar um lado mais pop na forma de me expressar enquanto artista rondoniense. ”

O CD “A Remada Continua” - está sendo produzido em São Paulo nos estúdios Música Mundi Produções Artísticas com a coordenação de produção de Tom Sapiranga que já produziu nada mais nada menos que Zeca Baleiro e Margareth Menezes. Esse projeto foi contemplado pelo Edital Marechal Rondon com incentivo da Lei Aldir Blanc através da SEJUCEL-RO.

Muito eclético em suas produções, Silvinho Santos costuma afirmar não ser de um único segmento. Compõe reggae, forró, lambada, rock, pop e qualquer ritmo para qual tenha inspiração. Seu último trabalho musical lançado foi um CD de toadas de boi-bumbá. O artista faz parte de segmentos folclóricos nessa vertente e já foi várias vezes premiado como levantador de toadas e melhor composição no Flor do Maracujá, maior festival cultural da região.

Agora, seu mais novo trabalho vem provar o quanto Silvinho Santos não se prende a tribos. No projeto A Remada Continua, podemos esperar linguagens e vertentes mais “Djavaneadas” e “Caetaneadas” uma vez que esses dois monstros da MPB são duas referências para esse artista rondoniense.

Em breve nas plataformas digitais de streaming; Spotfy, Deezer, Itunes e outras já estará disponível o mais novo trabalho musical autoral do Silvinho Santos. E podemos esperar também o clip de A Remada Continua.

Postar um comentário

0 Comentários