<

Homem que matou desafeto em defesa dos pais será julgado dia 15 de agosto


 Está marcado para daqui a um mês (16/08) o júri do sitiante Jean Lucas de Oliveira, acusado de assassinar a tiros, um home conhecido por Davi Assis Paiva, 27 anos, vulgo ´Borracha´, na zona rural de Candeias do Jamari. A sessão de julgamento ocorrerá a partir das 8 horas na Sala da 2ª. Vara do Tribunal do Júri de Porto Velho. 

O acusado assumiu o crime e se apresentou à Polícia Civil. Em seu interrogatório, ele diz que seus pais foram ameaçados de morte por ´Borracha´ e que este seria viciado em drogas, podendo a qualquer momento cumprir a ameaça. O crime aconteceu dentro da ´boca-de-fumo´ de um elemento conhecido por ´Caiçara´.

O próprio Caiçara teria presenciado o crime e nada pôde fazer, pois Jean Lucas falou que ´não era nada com ele´ e já sabia que a vítima estava dentro de um dos cômodos da casa. Jean entrou no quarto onde a vítima estava a e acordou com um tiro no chão e depois de uma rápida discussão disparou contra ´Borracha´ que morreu na hora. 

Na versão contada à Polícia, o acusado diz que foi procurado pelo pai e pela madrasta depois de serem ameaçados pela vítima. O pai dele e a madrasta procuraram Davi para peguntar a ele sobre o sumiço de umas ferramentas e que até pagaria caso ele as encontrasse e as devolvessem pois eram objetos de trabalho. 

Davi não gostou de ter sido procurado sobre o furto e foi até a casa dos pais do acusado, armado com um revólver e os ameaçou de morte. Os pais de Jean Lucas o avisaram das ameaças e ele mesmo resolveu a situação, antes que ´Borracha´ matasse seu pai. 

Após o crime, Jean e o irmão fugiram do local. Os pais tiveram que sair do local posteriormente pois também estavam sofrendo supostas ameaças da família da vítima.


Fonte: Da Redação

Postar um comentário

0 Comentários