Deputado Anderson participa de reunião com o ministro da Justiça e o deputado federal Eduardo Bolsonaro para tratar sobre a regulamentação da Polícia Penal


Na tarde desta terça-feira (22), o deputado estadual Anderson Pereira (PROS) participou, no presídio federal de Brasília, no Distrito Federal, de reunião com o ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Gustavo Torres, para tratar sobre a regulamentação imediata da Polícia Penal em âmbito nacional.

A reunião contou com a presença dos deputados federais Eduardo Bolsonaro (PSL) e Wagner Souza (PROS), da diretora geral do Departamento Penitenciário Nacional – Depen, Tania Maria Matos, do presidente da Fenasppen, Fernando Anunciação, e de vários representantes da classe. Segundo representantes da categoria, a “morosidade” e o “descontentamento” tomam conta dos profissionais responsáveis pela escolta de detentos de alta periculosidade e a segurança das unidades prisionais.

“Já se passaram mais de 500 dias da sua promulgação sem que houvesse, de fato, a regulamentação da Polícia Penal. Essa normatização possibilitará a efetivação de prerrogativas que permitirão o desempenho da função dos profissionais, com mais eficiência e efetividade, que promoverão, inclusive, benefícios para a própria sociedade”, observou o deputado Anderson.

Eduardo Bolsonaro disse que está totalmente voltado aos anseios da categoria e que está acompanhando o andamento do processo de regularização. “Estamos atentos às demandas da categoria, e afirmo que faremos nossa parte, uma vez que com a Polícia Penal Federal regulamentada, os estados poderão tomar como base para realizar as suas regulamentações”, declarou o deputado.

O ministro da Justiça, Anderson Torres, disse que tem plena convicção da enorme importância do trabalho dos policiais penais e que o pedido para a regulamentação partiu do presidente Jair Messias Bolsonaro. “Desde quando assumi a gestão do Ministério da Justiça e Segurança Pública – MJSP, venho me debruçando, com a minha equipe, no processo de regulamentação da categoria. A única coisa que pedimos, neste momento, é paciência para que possamos estruturar a carreira de vocês dentro de todos os parâmetros e dispositivos constitucionais”, destacou o ministro Anderson Gustavo Torres.

“A regulamentação saindo a nível nacional, ajuda os estados a realizarem suas regulamentações de forma padronizada, com base na federal. Isso acaba ajudando os estados a fazerem suas regulamentações”, finalizou Anderson Pereira.


Texto e foto: Assessoria

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu