<

No Dia Nacional do Pedagogo, Governo destaca a importância dos profissionais no âmbito escolar em Rondônia



A data de 20 de maio, instituída pela Lei Federal nº 13.083/2015 homenageia uma das profissões de maior peso na formação educacional, o pedagogo. São esses profissionais que planejam, executam e coordenam tarefas distintas, e até mesmo complexas, no âmbito da Educação, com a busca contínua pelo aperfeiçoamento e excelência. É por essa razão que o Governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Estado da Educação (Seduc) destaca o papel fundamental dos pedagogos atuantes nas centenas de escolas em todo o Estado.

Atualmente, Rondônia tem aproximadamente 400 escolas distribuídas pela capital e interior. Cada unidade conta com, no mínimo, dois pedagogos para auxiliar no processo de ensino-aprendizagem, fazendo um elo entre alunos e professores e no relacionamento entre escola e família. Mais que uma profissão, uma grande missão que, em meio ao cenário pandêmico se permitiu inovar e se reinventar sem perder a qualidade de ensino. É o que nos conta a pedagoga e gestora da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio José Otino de Freitas, Eliete Nascimento Lopes.

“Onde tem um pedagogo há organização”, afirmou Eliete que não mediu palavras para expressar seu amor pela profissão. Ela é formada em Pedagogia pela Universidade Federal de Rondônia (Unir) desde 1995 e pós-graduada em Gestão Escolar. Na visão da diretora, em qualquer estabelecimento deveria haver a presença de um pedagogo pois, através destes profissionais, é possível gerir a organização, com metodologia, e assim proporcionar uma qualidade organizacional em qualquer ambiente.

EXPERIÊNCIA

São aproximadamente 25 anos atuante na profissão e muitas experiências para contar. De acordo com a Eliete, com a chegada da pandemia em Rondônia, toda a equipe técnica teve a necessidade de se reinventar e fazer com que as coisas acontecessem, primando sempre pela qualidade.

Para que esse resultado fosse obtido com bom êxito, a equipe contou com o suporte da Seduc, através das capacitações. Com as trocas de informações, foi possível seguir em frente com os trabalhos, mesmo que de forma remota. O processo foi cansativo, e se exigiu muito dos profissionais para levar ensino de qualidade aos alunos, além do atendimento aos pais, por meios de grupos de aplicativos.

“Apesar de exaustos, buscamos fazer o nosso melhor para transmitir conhecimento aos alunos. Mesmo diante de tantas dificuldades, as coordenações estão se reinventando diariamente para que o aluno permaneça envolvido com a escola e os professores permaneçam motivados, pois ainda temos as questões emocionais dentro desse contexto pandêmico e é essa equipe pedagógica que dá o suporte”, salientou.

A diretora da Escola fez questão de destacar todo o empenho da diretora pedagógica, Denise Cordeiro Sales e em nome dela, agradecer e parabenizar todos pedagogos, que têm se doado de forma única para que os trabalhos aconteçam. As ações contam com o suporte da diretoria geral de Educação por meio do Canal da Mediação Tecnológica, um suporte técnico entre aluno e professor que tem gerado bons resultados. Essa qualidade se dá também por que no Estado há um governador que é professor e um secretario de Educação que conhece o chão da escola.

“Ouvir o aluno, entender os pais, fazer o elo entre professor e aluno, tudo isso faz do pedagogo, uma ponte entre o professor e aluno, escola e pais”, concluiu. Toda execução desses trabalhos tem levado Rondônia a estar numa boa posição no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), chegando em primeiro lugar, na região Norte, com a qualidade do Ensino Médio, no ano de 2019, conforme registrado.

Ester Maria Martins Lopes, também pedagoga, atua há quase 30 anos no âmbito escolar desde a Educação Infantil, passando ainda pela área acadêmica, em que lecionou disciplinas pedagógicas na Unir. Atualmente, Ester, que reside em Guajará-Mirim, trabalha na Coordenação Regional de Ensino (CRE). Ela conta que nunca imaginou vivenciar um tempo tão desafiador como este, em pandemia.

PARTICIPAÇÃO DA FAMÍLIA

Na visão de Ester, o papel do pedagogo no âmbito escolar é de suma seriedade que exige a busca pelo aperfeiçoamento, estudos e pelas inovações. “É um aprendizado contínuo, para que o profissional atue de forma eficaz. Além disso, eu acredito na importância do envolvimento da família nesse processo. O pedagogo tem esse poder na mão, de convencer, estimular os professores às necessidades dessas mudanças. Um trabalho em equipe, incluindo a família, para que a Educação possa acontecer da melhor forma possível”, enfatizou.

Com a participação da família, é possível dar continuidade ao processo educacional, em casa. Apesar dos tempos desafiadores, Ester acredita que pode ser encontrada uma forma de ajudar os estudantes a permanecerem envolvidos com a escola, por meio do engajamento com os pais, além da criatividade e do desempenho por parte do pedagogo.

O Dia Nacional do Pedagogo, tem como foco principal, o fortalecimento do debate sobre o papel das famílias e escolas no desenvolvimento geral das crianças e jovens estudantes, deliberando as responsabilidades de cada um e, ao mesmo tempo, criando alternativas que ofereçam ensino de qualidade e uma boa formação profissional. Dessa forma, o Governo de Rondônia parabeniza e enaltece o trabalho de todos os pedagogos que atuam, bravamente, com o propósito de levar educação de qualidade para os estudantes e o diálogo harmonioso com as famílias.


Fonte
Texto: Jaqueline Malta
Fotos: Antônio Ferreira Neto e Robson dos Santos

Secom - Governo de Rondônia 

Postar um comentário

0 Comentários