<

Deputado Anderson declara apoio às forças de segurança na discussão salarial com o governo

  


Durante uso da tribuna na tarde de terça-feira (25), o deputado estadual Anderson Pereira (PROS) declarou apoio a todos servidores das forças de segurança do estado, na discussão salarial das categorias que amargam um dos piores salários do país.

Dos 27 estados que compõem a Unidade Federativa do Brasil, Rondônia tem o pior salário pago aos profissionais da segurança pública. “As policiais Penal, Civil e Militar de Rondônia são consideradas uma das mais eficientes do país quando se fala em efetividade e trabalho competente, porém, são as que têm os piores salários do Brasil, essa realidade precisa ser mudada urgentemente, não dá mais pra ficar do jeito que está”, destacou.

O parlamentar teme que possa ocorrer uma paralisação geral dos trabalhadores das forças de segurança, caso não ocorra urgentemente uma correção salarial. Ele cita que o descontentamento também é grande nas polícias Civil e Militar, que estariam se preparando para organizar manifestações públicas.

“Temos o exemplo da própria Polícia Penal, até uma regulamentação que não envolve impacto financeiro, temos que ficar mendigando para o secretário de justiça para que ele tire da Sejus e mande para a Casa Civil, um direito conquistado a quase dois anos que até o momento sequer foi enviado para a Assembleia Legislativa, algo simples, que já está no texto constitucional e o estado brincando com a cara do servidor. Precisamos de mais efetividade, pois as classes que compõe a segurança pública já estão no limite com tanto desrespeito, amargando mais de 8 anos de defasagem salarial”, pontuou Anderson Pereira.

“Me coloco à disposição de todos as polícias para lutarmos juntos por melhorias salariais. O servidor precisa de valorização e respeito e para isso, vocês podem contar com o deputado Anderson, a luta de vocês também é minha luta”, finalizou o policial penal e deputado estadual Anderson Pereira.


Texto e foto: Assessoria

Postar um comentário

0 Comentários