Polícia Federal de RO investiga aliciamento de pessoas para transporte de drogas



A Polícia Federal de Rondônia deflagrou na manhã de sexta-feira (9), a Operação Rota Fechada, ao identificar dois envolvidos que aliciavam “mulas”. Segundo as investigações, os suspeitos preferiam mulheres grávidas para fazer o transporte de drogas.

Além disso, a polícia verificou que ambos compõem um grupo responsável pelo envio de cocaína para diversos estados do Brasil, valendo-se principalmente do transporte coletivo de passageiros.

Quatro mandados de busca e apreensão foram cumpridos em endereços vinculados aos alvos em Cruzeiro do Sul (AC). 10 policiais federais foram dedicados para o trabalho.

Início das investigações

De acordo com a Polícia Federal, as investigações tiveram início em janeiro, com a prisão em flagrante de uma mulher grávida, contratada como “mula” para o tráfico de drogas no Acre.

O flagrante foi realizado por uma equipe da Polícia Rodoviária Federal (PRF), que identificou a mulher a partir de uma abordagem de rotina em ônibus de transporte de passageiros, que tinha como destino o estado do Goiás.

A mulher foi levada para a a Delegacia de Polícia Federal de Ji-Paraná (RO), onde deu-se início às investigações.

Operação Rota Fechada

Segundo a PF, "o nome dado à operação é uma referência ao que se almeja com o esforço investigativo empregado, o exaurimento do grupo alvo e o fechamento da rota utilizada."

A investigação é conduzida pela Delegacia de Polícia Federal de Ji-Paraná, com o apoio operacional da Delegacia de Polícia Federal de Cruzeiro do Sul, onde foram formalizados os procedimentos policiais nesta sexta.


Foto: PF

Fonte: G1 RO

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu