<

Campanha Salve Vidas inicia com meta de reduzir queimadas em Porto Velho



Reduzir a quantidade de queimadas é a meta da Prefeitura de Porto Velho com a campanha Salve Vidas, que foi deflagrada esta semana. A aproximação do período de estiagem, quando cresce também a ocorrência de focos de calor, é estratégica para promover a conscientização.

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Sema) é encarregada de desenvolver a programação. De acordo com o secretário-adjunto, Júnior Cavalcante, a divulgação inclui entrevistas, banners e vídeos nas mídias tradicionais, portais de notícias e redes sociais, conforme orientações do prefeito Hildon Chaves.

“Por enquanto, o trabalho é educativo. Explicamos o quanto as queimadas são nocivas, destacamos os danos à saúde neste momento de pandemia. Também divulgamos nossos canais de contatos para que nos ajudem, se possível, até mesmo fazendo denúncias”, diz Cavalcante.

Além da conscientização e educação, fiscais da Sema trabalham, inclusive aos domingos e feriados, para combater os abusos. Dependendo da infração cometida, a pessoa pode ser notificada e multada. “As multas variam de R$ 80 a R$ 8 milhões”, frisou.

ORIENTAÇÕES

“Para evitar as agressões ao meio ambiente e à saúde da população é muito simples. Para quem mora na cidade, é só evitar as queimadas urbanas, ou seja, não atear fogo em lixo, folhas ou material descartável nos quintais das residências", afirma o secretário.

Na zona rural, os produtores precisam limpar a parte que separa o lote a ser queimado da área que será preservada, inclusive na divisa com as propriedades vizinhas. Além disso, não se deve atear fogo no mato quando o vento estiver muito forte, pois isso facilita a propagação das chamas e pode se tornar incontrolável.

PARCERIAS

Segundo Júnior Cavalcante, em breve a equipe da Sema vai se reunir com representantes da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental (Sedam), Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama), 17ª Brigada de Infantaria de Selva, Base Aérea de Porto Velho, e Defesa Civil, entre outros, para firmar parcerias e unir forças no combate às queimadas.

CONTATOS

Quem desejar fazer uma denúncia de crime ambiental e enviar fotos, áudios ou vídeos pode entrar em contato pelo telefone (69) 98423-4092. Para denúncias por áudio o número é 0800 647 1320.


Texto: Augusto Soares
Fotos: Leandro Morais
Superintendência Municipal de Licitações (SMC)

Postar um comentário

0 Comentários